Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Diretoria do Palmeiras pede para torcida evitar confusões no domingo

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O Palmeiras disputa neste domingo seu último jogo como dono da casa neste Campeonato Brasileiro. Depois de atuar fora da capital paulista por quatro partidas em que era mandante, o Verdão volta a entrar em campo no Pacaembu, contra o Atlético-GO, com um pedido da diretoria para que a torcida não promova nova confusão nas arquibancadas.

“Teremos este julgamento do jogo contra o Botafogo e, se tiver mais uma complicação no domingo, a coisa pode ficar realmente muito ruim para nós”, afirmou o diretor jurídico do clube, Piraci Oliveira, em contato por telefone.

A primeira punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ao clube neste Nacional foi a perda de quatro mandos de campo, em função dos transtornos no clássico contra o Corinthians, quando torcedores alviverdes atiraram pedaços de cadeira ao gramado.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Torcedores criaram problemas na partida do Palmeiras contra o Corinthians, no Pacaembu
Como consequência do episódio, o Verdão ficou longe da capital contra Coritiba, Cruzeiro e Botafogo (os três em Araraquara), além da partida contra o Fluminense (em Presidente Prudente).

Para piorar, o time também corre o risco de perder mais 20 mandos de campo, por conta da briga dos torcedores com policiais no duelo contra o Botafogo. Neste domingo, o Palmeiras atuará em São Paulo pela primeira vez depois que o rebaixamento à Série B foi sacramentado, mas o presidente Arnaldo Tirone reforça o pedido de apoio.

“Entendo o sofrimento da torcida e sei que está contrariada, triste. Até peço desculpa, mas a torcida tem de ser amiga do Palmeiras neste momento”, argumentou. O grupo de torcedores Eternos Palestrinos organiza um movimento para que todos incentivem a equipe neste domingo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade