Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Em dia de dispensas no Verdão, Vinícius conta: “Ninguém deu tchau”

São Paulo (SP)

O Palmeiras anunciou, por meio de sua página oficial no Twitter, que alguns jogadores serão dispensados do clube após as 19 horas (de Brasília) desta quinta-feira. No dia anterior, em entrevista coletiva concedida na Academia de Futebol, o atacante Vinícius, que é um dos poucos nomes garantidos para 2013, contou que nenhum dos atletas especulados para deixar o clube se despediu dos companheiros.

“Não sabia nem que o Betinho tinha se despedido (por meio de carta aberta, na terça-feira), estou sabendo agora. Todo clube tem isso de dispensas, é normal, e alguns saem porque fizeram contrato de seis meses ou um ano. Ouço na TV sobre Betinho, Leandro Amaro, mas ninguém deu tchau”, afirmou Vinícius, que não é unanimidade dentro do elenco, mas tem contrato até setembro de 2017 e permanecerá para disputar a Copa Libertadores e o Brasileiro da Série B na próxima temporada.

A relação de nomes dispensados será divulgada nesta quinta-feira, mas alguns jogadores já são fortes candidatos para deixar o clube, como Daniel Carvalho, João Vítor, Leandro, Román e o próprio Betinho, único a já se manifestar oficialmente. Outros nomes, como os de Artur, Leandro Amaro, Thiago Heleno, Obina e Correa também seguem em risco, mas só conhecerão suas situações no final da tarde. Entre os relacionados nesta ‘segunda lista’, Obina será surpresa se permanecer, já que está lesionado e apenas emprestado pelo Shandong Luneng, da China.

Pensando em 2013, o Palmeiras começou sua reformulação com apenas um reforço anunciado: o lateral direito Ayrton, do Coritiba. Antes disso, no entanto, entra em campo neste sábado, às 19h30 (de Brasília), contra o Santos, para fechar sua participação na elite do Brasileirão. Para esta partida, realizada na Vila Belmiro, Vinícius concorre com Maikon Leite pela vaga no ataque ao lado de Barcos, que volta de suspensão.

“Ainda não joguei contra o Santos. Fiquei no banco pela primeira vez contra eles, mas não entrei no jogo. Todo clássico o jogador quer sair vencedor. Vai perguntar para o Barcos se ele não quer fazer gols. Se eu entrar jogando, melhor ainda”, afirmou o atacante palmeirense.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade