Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Kleina aponta defesa de Cavalieri como determinante para derrota

Luiz Ricardo Fini Presidente Prudente (SP)

O atacante Fred marcou dois gols e participou de outro na vitória por 3 a 2 do Fluminense sobre o Palmeiras, mas o técnico Gilson Kleina apontou outro jogador do adversário como responsável pelo desfecho da partida: Diego Cavalieri. O comandante alviverde explicou que o arqueiro impediu a virada quando o time paulista estava melhor no gramado do estádio Eduardo José Farah.

“Voltamos com o Maikon Leite no segundo tempo e, quando começamos a engrenar, tomamos outro gol, porque erramos. Abrimos o time com três jogadores na frente e reagimos. Depois, tivemos a bola do jogo, que sobrou no nosso pé na pequena área, mas o Cavalieri fez uma grande defesa”, comentou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Kleina viu seu time chegar perto de virar o jogo, mas Diego Cavalieri fez a defesa em chute de Maurício Ramos
O lance citado por Kleina aconteceu pouco depois que o Palmeiras alcançou o empate por 2 a 2. Em meio à pressão alviverde, a zaga tricolor não conseguiu afastar um cruzamento de Correa e a bola sobrou na pequena área para Maurício Ramos, que bateu forte, mas o goleiro espalmou.

Neste momento, o Verdão já estava com três jogadores de frente, pois Luan entrou no lugar de Marcos Assunção e formou o setor ofensivo com Barcos e Maikon Leite. Kleina sabia dos riscos que correria atrás quando fez a mudança.

“Demos espaço para um time tão organizado como o Fluminense, foi questão de tempo para tomar o gol. Nossos jogadores foram briosos e lutaram, mas não foi suficiente”, lamentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade