Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

STJD nega aumento de pena do Verdão, mas tira Luan no domingo

Rio de Janeiro (RJ)

O Palmeiras obteve uma vitória e uma derrota no Superior Tribunal de Justiça Desportiva nesta quinta-feira. Neste segundo julgamento referente às confusões no clássico contra o Corinthians, os auditores descartaram o aumento da perda de mandos de campo do Verdão, mas não diminuíram o gancho do atacante Luan.

Ainda sem avaliar a briga do jogo contra o Botafogo, o STJD se concentrou nos problemas do clássico diante do Corinthians e analisou os recursos da procuradoria e também do Palmeiras, mas decidiu manter tudo o que foi definido no primeiro julgamento.

O Verdão já cumpriu a perda de quatro mandos de campo referentes aos transtornos no Derby, e os procuradores esperavam que a punição fosse aumentada, mas sem sucesso. Na partida contra o Corinthians, torcedores alviverdes atiraram pedaços de cadeiras ao gramado, o que resultou na denúncia contra o Palmeiras. Por conta disso, o time foi obrigado a enfrentar Coritiba, Cruzeiro, Botafogo e Fluminense a 100 quilômetros da capital paulista.

O Verdão voltará a atuar em São Paulo neste domingo, contra o Atlético-GO, em seu último jogo como mandante neste Campeonato Brasileiro. Porém, o técnico Gilson Kleina não poderá contar com Luan no confronto.

O atacante foi expulso no Derby e, por isso, acabou suspenso por três partidas. O atleta chegou a cumprir dois jogos e obteve efeito suspensivo na sequência. Nesta quinta, o STJD decidiu que o atleta terá de terminar de pagar a punição, vetando sua participação contra o Atlético-GO.

O julgamento desta quinta-feira não foi o último do Palmeiras na temporada. O clube ainda terá de se defender no STJD por conta do confronto de seus torcedores com a polícia na partida diante do Botafogo, correndo o risco de perder mandos para a próxima temporada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade