Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Tirone compara Barcos a Neymar, mas revela que Ariel era prioridade

São Paulo (SP)

Os 28 gols marcados por Hernán Barcos em 2012 e a rápida identificação com o Palmeiras deixaram o centroavante em alta com a cúpula alviverde. Em entrevista concedida à TV Bandeirantes nesta quarta-feira, o presidente Arnaldo Tirone não hesitou em afirmar que o atacante argentino pode exercer no Alviverde uma função similar à do maior astro do futebol brasileiro na atualidade.

“Hoje o Santos tem uma referência, o Neymar. O Barcos tem uma identificação com o Palmeiras, pode fazer algo parecido. Vamos oferecer um contrato de mais três anos, e ele vai ficar conosco. (...) O Barcos é o Neymar do Palmeiras”, disse Tirone.

Curiosamente, tamanha identificação quase não chegou a ter chances de acontecer. De acordo com Tirone, a contratação de Barcos não era a prioridade para o comando do ataque alviverde no começo do ano.

“Focamos no Ariel [centroavante ex-Coritiba, atualmente na LDU]. O valor dele era menor do que o do Barcos. Depois, um amigo meu me ligou e ofereceu o Barcos. Eu falei com o Felipão, mas ele preferiu que priorizássemos o Ariel”, revelou.

Com Barcos em campo, o Palmeiras precisa vencer as três últimas partidas do Campeonato Brasileiro para escapar do rebaixamento para a Série B. A equipe é a 18ª colocada da competição, com 33 pontos, sete a menos do que o Bahia, primeiro time fora do Z-4. Nos três jogos finais do torneio, o Verdão encara Flamengo (fora), o já rebaixado Atlético-GO (em casa) e Santos (fora).

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade