Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Um dia após ser rebaixado, Tirone vai à praia "para tirar estresse"

Thiago Bastos Ferri, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Um dia depois de o Palmeiras ser rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o presidente do clube, Arnaldo Tirone, foi visto na praia do Leblon, no Rio de Janeiro. Criticado pela torcida e com mandato próximo de seu final, o dirigente alviverde ficou no Estado após a partida com o Flamengo, domingo, em Volta Redonda (RJ).

Após acompanhar a delegação que ficou no empate por 1 a 1 com o Rubro-negro, Tirone não voltou com o grupo para São Paulo, foi para a capital fluminense e mostrou impaciência ao ser questionado sobre a ida à praia. “E daí se eu fui tomar um banho de mar para tirar o estresse? Qual o problema? É maldade isso”, reclamou o presidente, em rápido contato com a reportagem da GE.net.

Logo após o término da rodada, na noite de domingo, o presidente afirmara que estava triste pela situação do Palmeiras, porém, não se mostrava preocupado com uma possível ameaça. “Não estou falando que sou corajoso, sou uma pessoa normal. Mas estou preocupado mesmo com o Palmeiras, com a torcida, que está triste”, dissera.

Embora campeão da Copa do Brasil, Tirone ficou marcado pelo rebaixamento à Série B, com duas rodadas de antecedência. Com eleições presidenciais no clube em janeiro, o atual mandatário deve se encontrar na quarta-feira com os candidatos ao pleito de 2013: Wlademir Pescarmona, Paulo Nobre e Décio Perin. A tentativa de reeleição do presidente ainda não foi confirmada.

Djalma Vassão/Gazeta Press
"E daí se eu fui tomar um banho de mar para tirar o estresse?", disse Tirone, ao falar de sua visita à praia no Rio

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade