Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Verdão decreta necessidade de vencer o Fla para não "jogar a toalha"

São Paulo (SP)

A possibilidade de ser rebaixado neste final de semana preocupa o Palmeiras, que entra em campo no domingo, para enfrentar o Flamengo, em Volta Redonda (RJ). Apesar da necessidade de tirar sete pontos, em nove possíveis, para se salvar, o discurso dentro do Verdão é de que ainda há espaço para reação. Ela, porém, depende de uma vitória contra o Rubro-negro, que está em situação tranquila no torneio.

“A resposta está aqui dentro. Somos nós que assumimos o compromisso e temos que resolver isso. É injusto direcionar para um ou outro jogador e temos que nos responsabilizar. É o momento de corrigir detalhes do elenco. Jogamos a nossa vida e ainda temos que torcer por uma combinação de resultados. Se não fizermos o resultado contra o Flamengo, podemos jogar a toalha”, discursou o gerente de futebol, César Sampaio.

A derrota para o Fluminense, que deu o título brasileiro aos cariocas com três rodadas de antecedência não significou a degola do Palmeiras apenas por conta dos resultados de Bahia e Portuguesa, que deram sobrevida aos paulistas. Ainda assim, o revés sofrido aos 42 minutos do segundo tempo, após chegar a empatar a partida por 2 a 2, abateu o time, que tem convivido com “infelicidades”.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Com treinos fechados, o Palmeiras busca se acertar para não "jogar a toalha" diante do Fla, no Rio de Janeiro
“A gente não tem palavras. É até a minha posição vir aqui dizer que o descontentamento não é só dos torcedores. O vestiário parecia um velório depois do jogo com o Fluminense. Estou feliz com que vi nos dois últimos jogos. Estamos tendo algumas infelicidades. Não acredito muito em sorte ou azar, mas em algumas infelicidades. Em determinado momento as coisas já fluíram mais naturalmente”, acrescentou.

Para se reencontrar na competição, o Palmeiras decidiu fechar os treinamentos de quarta, quando o elenco trabalhou em dois períodos, e nesta quinta, quando a delegação deve realizar uma atividade na Academia de Futebol, às 16 horas (de Brasília). Para esta partida, Wesley, com uma lesão muscular, será desfalque, assim como João Denoni, que machucou o ombro diante do Flu, e Henrique, que sofreu um trauma no tórax e deve ser vetado. Luan, suspenso pelo terceiro amarelo, amplia a lista de ausências para o técnico Gilson Kleina.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade