Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Guto Ferreira destaca cansaço e imprecisão como decisivos em derrota

Salvador (BA)

O técnico Guto Ferreira viu a Ponte Preta atuar melhor durante todo o primeiro tempo contra o Bahia, mas mesmo assim ser derrotado por 1 a 0. O treinador destacou dois motivos para a derrota, um em cada período: a falta de precisão na etapa inicial e o desgaste físico na final.

“Dominamos durante o primeiro tempo, mas pecamos na hora de matar o jogo. Não tivemos precisão. No segundo tempo, controlamos o jogo até os 25 minutos e tivemos situações de gols, como a de Cicinho”, declarou.

Para falar do cansaço do time, o comandante alvinegro utilizou o exemplo de Luan, um dos melhores jogadores da equipe na etapa inicial, mas que passou a aparecer menos na partida e terminou substituído.

“O desgaste físico pesou. O Luan, por exemplo, teve que sair, o que nos prejudicou no setor ofensivo. Cansado, o time teve uma queda de rendimento e viu o Bahia, que precisava do resultado, ir para o tudo ou nada e crescer”, comentou.

A Macaca ocupa a 12ª posição do Campeonato Brasileiro com 46 pontos conquistados. No domingo, às 16 horas (de Brasília), a equipe paulista recebe o São Paulo no Moisés Lucarelli pela 37ª rodada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade