Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Aplaudido, Jadson lamenta chances perdidas e valoriza luta tricolor

São Paulo (SP)

Substituído na reta final da semifinal da Copa Sul-americana contra a Universidad Catolica por Paulo Henrique Ganso, o meia Jadson era um dos destaques do São Paulo no duelo. Brigando para conquistar o carinho da torcida, o camisa 10 mostrou empenho e nem mesmo as chances perdidas impediram os torcedores de retribuírem a dedicação com aplausos.

Ao final do duelo, o armador comemorou a classificação do Tricolor, mesmo com o empate por 0 a 0. O placar, no entanto, incomodou o jogador, que lamentou as chances perdidas por ele mesmo. “Hoje foi um jogo difícil, todo mundo lutou do começo ao fim, tivemos várias oportunidades. Eu mesmo tive umas três, mas conseguimos a classificação que era importante. Todo mundo deu sangue e está de parabéns. Agora é fazer uma boa final”, analisou.

Mesmo com grande atuação no que pode ter sido o último jogo da temporada no Morumbi, Jadson foi novamente substituído por Ganso. Ao contrário de outras partidas, a torcida são-paulina aplaudiu o armador, que além de se apresentar no ataque, auxiliou o trabalho dos volantes.

“Era um jogo para a gente dar o máximo. Fiz minha parte, ajudei o Denílson e o Wellington na marcação e cheguei várias vezes ao ataque. Tem que correr mesmo para deixar a torcida feliz”, declarou.

Ainda extasiado pela vitória, Jadson aproveitou para deixar registrada sua torcida pelo Tigre, que enfrenta o Millionarios nesta quinta-feira. Se os argentinos vencerem o confronto, o São Paulo terá o direito de decidir a Copa Sul-americana dentro do Morumbi. “Jogar o segundo jogo aqui seria melhor. Com o apoio dessa torcida maravilhosa seria melhor para gente”, ressaltou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade