Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Ney Franco exalta "perfeição" e saldo de gols contra atual campeão

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo não deu a mínima chance para a Universidad de Chile nas quartas de final da Copa Sul-americana. Após vencer a equipe chilena dentro de Santiago por 2 a 0, a equipe brasileira goleou por 5 a 0, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu.

Na opinião do técnico Ney Franco, uma atuação perfeita de seu time. "Foi a partida perfeita, o confronto todo perfeito. Enfrentamos uma equipe difícil como La U e saímos com saldo de sete gols, sem termos tomado nenhum. Confirmamos a classificação com o time jogando muito bem", exaltou.

Ao contrário do que se imaginava, até pelo bom segundo tempo realizado pelos chilenos no jogo de ida, quando tinha um jogador a menos, o time tricolor não sofreu em nenhum momento na partida de volta. Logo aos quatro minutos, Jadson abriu o placar. Ainda no primeiro tempo, a vantagem já era de três gols.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Treinador são-paulino aproveitou goleada para poupar alguns jogadores importantes no início do segundo tempo
"É que não deitamos na vantagem que havíamos construído no primeiro jogo. Nossa equipe entrou focada. Tem que valorizar o resultado, porque se trata de um adversário muito difícil", salientou o treinador, lembrando que o rival é o atual campeão do torneio continental.

Primeiro clube garantido na próxima fase, o São Paulo agora aguarda a definição de seu adversário. Como o chaveamento pode ser invertido para evitar uma final entre clubes do mesmo país, há seis possibilidades: Independiente (ARG), Universidad Católica (CHI), Millionarios (COL) e Grêmio.

A primeira partida será em 21 de novembro. Até lá, o elenco volta a se concentrar na disputa do Campeonato Brasileiro, pelo qual vai a Porto Alegre, no domingo, para enfrentar o Grêmio, curiosamente em uma possível prévia da semifinal da Sul-americana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade