Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Ney Franco pede bom senso à CBF para não tirar são-paulinos da semi

São Paulo (SP)

O São Paulo corre o risco de perder seus principais jogadores no jogo de ida da semifinal da Copa Sul-americana, em 21 de novembro, por causa do amistoso entre Brasil e Argentina, que será na mesma data, em Buenos Aires. O técnico Ney Franco, entretanto, acredita que a Confederação Brasileira de Futebol não vá prejudicar o clube.

"Com a gente em uma semi de Sul-Americana, logicamente que o bom senso vai prevalecer, e os jogadores vão jogar pelo São Paulo", disse o treinador, na quarta-feira, depois da vitória por 5 a 0 sobre a Universidad de Chile, no Pacaembu, que garantiu a classificação da equipe para a próxima fase do torneio continental.

O meia-atacante Lucas, convocado com frequência pelo técnico Mano Menezes, é um dos favoritos a estar presente na lista que será anunciada em 12 de novembro. Questionado sobre o assunto, o camisa 7 evitou criar polêmica antes de ser chamado.

"Vou agir como sempre agi (caso seja convocado). Vou esperar a decisão da CBF, do São Paulo. Onde tiver que jogar, estarei à disposição", comentou o jogador, que se apresentará ao Paris Saint-Germain em janeiro e sonha com a conquista da Sul-americana para deixar o clube em alta.

"A cada jogo que passa, a cada dia, o coração vai ficando mais apertado. Sei que vou sentir muita falta disso. Na Sul-americana, temos possibilidade de título, o Brasileiro não temos mais como conquistar. Temos que nos manter focados nas duas competições. É difícil priorizar uma ou outra, mas quero ser campeão", disse.

Com bom trânsito junto ao presidente da CBF, José Maria Marin, o São Paulo deve entrar em contato com a entidade antes da convocação. Além de Lucas, o zagueiro Rhodolfo, o meia Jadson e o atacante Luis Fabiano foram outros são-paulinos a servir à Seleção recentemente.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade