Futebol/Copa Sul-americana - ( )

Sem capricho, Fabuloso e Osvaldo sofrem, mas apontam merecimento

São Paulo (SP)

O empate por 0 a 0, dentro do estádio do Morumbi, diante da Universidad Católica, do Chile, foi suficiente para colocar o São Paulo na grande final da Copa Sul-americana. Autor de apenas um gol durante a competição, o atacante Luis Fabiano lamentou a falta de capricho do Tricolor nas finalizações – mesmo com posse de bola de 62% e número expressivo de chances de gol criadas, o time da casa não conseguiu deixar a classificação mais tranquila diante de seu torcedor.

Na visão do camisa 9, entretanto, toda essa dificuldade diante dos chilenos já era esperada pelo grupo de jogadores, que superou uma temporada de questionamentos, troca no comando técnico e “sofrimento”. Antes de atingir a decisão da Sul-americana, o Tricolor foi eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, tendo um segundo semestre mais promissor com vaga na Libertadores de 2013 por meio do Brasileirão, além da decisão continental.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Homens de frente do Tricolor, Osvaldo e Luis Fabiano conhecem as barreiras até a final
“Foi complicado. A bola não queria entrar, tivemos algumas oportunidades e perdemos chances porque faltou capricho. Mas o importante é que chegamos na decisão. Todo mundo sabia que ia ser difícil, mas agora na decisão é tudo diferente. Vamos buscar esse título, porque nós merecemos. Durante a temporada sofremos muito, fomos eliminados em duas competições, mas hoje estamos de parabéns”, resumiu Luis Fabiano, que puxou a festa da comemoração dos jogadores ainda dentro de campo.

Companheiro de ataque do Fabuloso, Osvaldo vê a classificação para a final da Sul-americana da mesma forma, mas reconhece: o gol marcado fora de casa, no empate por 1 a 1, definiu a conquista da vaga: “Tivemos confrontos difíceis durante a competição, mas o São Paulo está merecidamente na final. Acho que o jogo fora de casa que fizemos nos colocou na final e, com essa torcida nos apoiando, graças a Deus conseguimos o objetivo”.

Ao atingir sua primeira decisão após seis anos, o São Paulo aguarda a definição do adversário da Sul-americana: nesta quinta-feira, às 22h15 (de Brasília), em Bogotá, o Millonarios, da Colômbia, recebe os argentinos do Tigre para a segunda partida das semifinais. No primeiro jogo, assim como o Tricolor no Morumbi, os rivais empataram sem gols.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade