Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Substituído por Ganso, Lucas diz ter pedido para sair por cansaço

Santiago (Chile)

Quando Ney Franco chamou Paulo Henrique Ganso para entrar em campo na etapa final do duelo desta quinta-feira, contra a Universidad Católica, ninguém esperava que Lucas é que sairia, já que era o melhor jogador do São Paulo na partida, em Santiago.

Ao fim do jogo, o treinador explicou que a decisão da substituição partiu do camisa 7. Mais tarde, ele próprio confirmou essa versão, justificando exaustão para ir para o banco de reservas aos 25 minutos do segundo tempo.

"O jogo estava muito corrido, pegado, lá e cá. Acabei sentindo muito cansaço, além das pancadas que tomei. Pedi para sair porque tinha jogador com sangue novo para ajudar a equipe", disse o jogador, que infernizou a defesa chilena.

AFP
Lucas sofreu para sair da marcação dos chilenos
Abusando da velocidade e dos dribles, com direito a um belo chapéu no meio-campo, Lucas foi caçado pelos adversários. Apesar da forte marcação, o brasileiro não entrou na pilha dos rivais.

"Até pensei (em revidar), mas sou um cara muito tranquilo e dificilmente vou perder a cabeça. Tem que saber levar na malandragem. Isso é normal de jogo. Estavam me beliscando, pisando, dando soco, mas competição sul-americana é assim, e o juiz deixa o jogo correr", comentou.

Negociado com o Paris Saint-Germain por 43 milhões de euros, Lucas se apresentará ao clube francês em janeiro. Formado no clube paulista, o jogador de 20 anos tem dito repetidamente que seu maior sonho é sair com o título da Copa Sul-americana. Para disputá-lo, depois do 1 a 1 em Santiago, o São Paulo depende de empate sem gol na quarta-feira que vem, no Morumbi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade