Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Fred chega sem bigode à Seleção e livre de cansaço da comemoração

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O atacante Fred não confundiu o clima de comemoração do Fluminense ao ambiente de rivalidade da Seleção Brasileira, que se ajusta para enfrentar a Argentina, na noite de quarta-feira, pelo Superclássico das Américas. Depois de ter aparecido usando bigode na partida contra o Cruzeiro, que marcou a festa pelo título tricolor no Nacional, o jogador voltou ao seu visual normal para se apresentar ao técnico Mano Menezes, nesta segunda.

“Saquei o bigode porque estava feio para caramba (risos). Foi só para dar uma zoada, já que tivemos um ano difícil, de sofrimento e disputa acirrada com Atlético-MG e Grêmio. Como conseguimos ser campeões com três rodadas de antecedência, foi uma comemoração minha”, comentou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Fred usou bigode na comemoração do Fluminense, mas voltou ao seu visual normal para jogar pela Seleção
O Fluminense conquistou o título do Campeonato Brasileiro antecipadamente no dia 11, com a vitória por 3 a 2 sobre o Palmeiras, em Presidente Prudente. Por isso, no domingo, o time aproveitou para comemorar no Engenhão, apesar da derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro.

O único susto do jogo contra a Raposa foi justamente envolvendo Fred, que deixou o gramado reclamando de dores na panturrilha. Porém, o jogador se diz pronto para defender a Seleção.

“Na verdade, senti um cansaço na panturrilha, foi uma situação parecida com câimbra, pois tivemos uma semana de bastante comemoração e acaba sendo normal todo mundo ter um desgaste maior, mas nada de grave e estou 100%”, encerrou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade