Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Romário comemora saída de Mano e sugere Raí como diretor de seleções

São Paulo (SP)

Antes mesmo de a CBF confirmar oficialmente a demissão de Mano Menezes, o líder do da Seleção tetracampeã Romário fez questão de reafirmar suas críticas em relação ao treinador. Logo que os primeiros rumores da saída de Mano começaram a circular, na tarde desta sexta-feira, o Baixinho usou sua conta no Twitter para alfinetar tanto o próprio técnico quanto a cúpula da CBF.

“Galera, hoje é um dia histórico em que o Brasil tem que soltar fogos, fazer festa. Até que enfim esses incompetentes da diretoria da CBF fizeram alguma coisa boa pelo futebol brasileiro. Isso eu tinha certeza que iria acontecer, infelizmente demorou, mas saiu! Já vai tarde”, escreveu.

Desde que Mano assumiu o comando da Seleção, após a Copa do Mundo de 2010, Romário adotou uma postura crítica em relação às convocações do treinador, afirmando que as escolhas estavam sendo movidas por interesses econômicos. O técnico, por sua vez, rebateu as acusações e chamou o Baixinho de “aproveitador”.

Leia mais: Via Twitter, Romário levanta suspeita em convocações de Mano Menezes

Leia mais: Chamado de ‘aproveitador’ por Mano, Romário rebate com ofensas

Leia mais: Mano Menezes cobra respeito de Romário com a Seleção Brasileira

Mas Romário não se limitou a comemorar as escolhas da diretoria da CBF. O ex-jogador ainda sugeriu os nomes do pentacampeão mundial Luiz Felipe Scolari para o cargo de treinador e de Raí, com quem atual na própria Seleção na Copa de 1994, para o cargo de diretor de seleções, atualmente ocupado por Andrés Sanches.

“Na minha opinião, o treinador tem que ser o Felipão e o diretor de Seleções. Se o Andrés Sanches sair, pra mim, o ideal seria o Raí. Valeu!”, finalizou.

Reprodução/Twitter
No Twitter, o Baixinho não poupou críticas à atuação de Mano Menezes e da cúpula da CBF à frente da Seleção

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade