Motor/Stock Car - ( )

Incentivado por Barrichello, filho de Kanaan toma gosto pelo kart

Bruno Ceccon Boituva (SP)

Padrinho do filho de Tony Kanaan, Rubens Barrichello influenciou o pequeno Leonardo a começar sua ‘carreira’ no kart há aproximadamente quatro meses, nos Estados Unidos. De acordo com o piloto baiano, a iniciativa foi suficiente para fascinar o garoto de apenas cinco anos.

“O Rubens me arrumou um problema para a vida, porque agora ele só quer fazer isso. Já mandou até pintar um capacete. Então, começou”, contou Kanaan, bem-humorado. “Não sei o que fazer. Acho que vou dar ele na mão do Rubens e dizer: agora, se vira e patrocina”, completou.

Como é separado da mãe de Leonardo, Kanaan não vê o garoto com a frequência que gostaria, já que vive nos Estados Unidos para disputar a Fórmula Indy. Ao falar sobre os primeiros contatos do filho com o automobilismo, ele lembrou que começou a correr com oito anos.

“O Léo ainda é muito pequeno, mas adora carro e fala sobre isso o dia inteiro. Eu acho que está cedo, mas ele já andou e foi muito bem para um garoto que nunca tinha pilotado. Quando eu comecei, lembro que não conseguia nem virar o volante. Não vou colocá-lo para correr tão cedo. Mas se ele quiser treinar nas férias, posso incentivar”, projetou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O pequeno Leonardo, cinco anos, filho de Tony Kanaan, prefere ver o pai competir com carros na cor verde
Campeão da Indy na temporada de 2004, Kanaan lembrou que, caso realmente resolva investir na carreira de piloto, Leonardo precisará lidar com a pressão de competir com um sobrenome tradicional. Ainda assim, ele promete não interferir na decisão de seu herdeiro.

BURTI: LOBBY POR KANAAN NA STOCK

O piloto Luciano Burti, patrocinado pela mesma cervejaria que o amigo Tony Kanaan, faz lobby por sua migração definitiva para a Stock Car no futuro. Ambos dividirão a pista nas últimas etapas da categoria nacional.

“Ele veio para fazer duas corridas, mas nunca se sabe onde isso pode parar. Quem sabe esse não pode ser o começo de uma história ainda mais bacana paro o Tony e para a Stock”, afirmou.

Além de fazer lobby pelo amigo, Burti brincou. “Você não está acostumado com os toques (comuns entre carros de turismo). Até aprender, vai tomar um monte”, disse, rindo. Barrichello também participará da etapa de Brasília e da Corrida do Milhão.

“No momento em que eu comecei, ninguém sabia quem era o Tony Kanaan. Quando ele chegar lá, vai ser meu filho e já começaria com um peso muito grande. Não sei se eu quero isso para ele, mas não sou eu que tenho que querer. Se ele tiver talento, a gente vai atrás”, prometeu.

De férias após terminar o campeonato da Indy na nona colocação, Kanaan participará das últimas duas etapas da Stock Car, em Brasília e São Paulo. Na categoria nacional, o piloto baiano usará um carro vermelho, o que costuma deixar o pequeno Leonardo insatisfeito, uma vez que tem predileção pelo verde.

“Nos primeiros quatro anos de vida, ele me viu sempre com carros verdes (na Andretti e na KV). Quando viu o carro da Stock, ele disse: ‘é vermelho?’.  Mas lembrou que já usei essa cor em outras corridas e já está mais acostumado. Vamos tentar introduzir o vermelho definitivamente para ele”, brincou Kanaan.

 Leia Mais:
Kanaan cogita Stock Car após ganhar 500 Milhas
Piloto vê Barrichello empenhado em seguir na Indy

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade