Tênis/ATP Finals - ( - Atualizado )

Federer supera Murray e faz final do ATP Finals contra Djokovic

Londres (Inglaterra)

A final que todos os fãs de tênis esperavam para encerrar a temporada 2012 vai mesmo acontecer. Depois de Novak Djokovic ter se classificado para a decisão do ATP Finals, Roger Federer fez o mesmo e avançou para a última partida do ano ao superar Andy Murray em sets diretos, fechando o duelo com parciais de 7/6 (7-5) e 6/2.

Agora, o tenista suíço vai tentar superar o atual número 1 do mundo na final do torneio que reúne os oito melhores do ano para buscar o heptacampeonato do ATP Finals. Além disso, Federer vai atrás do tricampeonato em Londres, que sedia a competição desde 2009.

Será o encontro de número 29 entre Roger Federer e Novak Djokovic. No retrospecto geral, o representante da Basiléia lidera por 16 a 12, mas nesta temporada, são dois triunfos para cada lado, com os do sérvio sendo obtidos em Roma e Roland Garros, e as vitórias de Federer acontecendo em Wimbledon e Cincinnati.

Já sendo o maior campeão da história do ATP Finals, com seis conquistas (2003, 2004, 2006, 2007, 2010 e 2011), Federer também pode também se tornar o primeiro tricampeão consecutivo do torneio desde 1987, quando Ivan Lendl, da República Tcheca, conseguiu o feito. O atual número 2 do mundo também é o tenista com o maior número de triunfos na competição, com 42 no total, ultrapassando o tcheco, que tem 39. Lendl, coincidentemente, é o técnico de Murray, rival do suíço neste domingo.

No primeiro set do jogo contra Federer, o britânico Andy Murray teve grande chance de vencer, conseguiu uma quebra de saque logo no início da parcial, liderou até 4/3, mas deixou que o número 2 do mundo reagisse. No tiebreak, Murray conseguiu um break point e abriu 2-1, mas novamente bobeou e deixou que Federer fizesse 6-4. Depois de pouco mais de uma hora, Roger Federer fechou o primeiro set.

No segundo set, o tenista da casa não teve bom início e perdeu o saque logo no game de número 3 e deixou o rival abrir vantagem. Com outra quebra no sétimo game, o número 2 do mundo definiu sua classificação. Agora, Federer ainda mantém desvantagem no confronto geral contra Murray, mas diminui o retrospecto negativo para nove triunfos e dez derrotas. No ano, porém, Federer tem três vitórias em cinco partidas contra o escocês, que tentava se tornar o primeiro britânico a disputar uma decisão de ATP Finals na história do torneio, que foi criado em 1970.

AFP
Roger Federer conseguiu superar Andy Murray na semifinais e agora pega Novak Djokovic na decisão do ATP Finals

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade