Tênis/ATP Finals - ( - Atualizado )

Murray ignora eliminação em casa e celebra melhor temporada da vida

Londres (Inglaterra)

O britânico Andy Murray foi derrotado na semifinal do ATP Finals de Londres por Roger Federer neste domingo, mas não saiu da quadra da Arena O2 decepcionado pelo último jogo de sua temporada. Pelo contrário. O tenista nascido em Dunblane celebrou as conquistas que teve em 2012, elegendo o ano como o melhor de sua carreira.

Nesta temporada, Murray foi vice-campeão de Wimbledon, perdendo na decisão também para Federer, mas conquistou a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Poucas semanas após subir ao pódio diante de seus compatriotas, ele foi campeão do Aberto dos Estados Unidos, quebrando um jejum de 76 anos da Grã-Bretanha sem um campeão de Grand Slam.

“Eu gostaria de ter terminado com uma vitória. Mas este tem sido o melhor ano da minha carreira de longe. Então por que olharia de forma negativa para isso? Seria besteira, porque alcancei objetivos que nunca tinha conseguido antes. Tenho que olhar de forma positiva”, disse Murray.

Segundo o próprio tenista britânico, parte de suas conquistas se deve ao trabalho com Ivan Lendl, ex-tenista tcheco que passou a treiná-lo este ano.

“Ele com certeza me ajudou muito. Foram muitas decisões a tomar, algumas foras da quadra que são muito importantes para a sua carreira e outras quando você está jogando partidas também”.

AFP
Andy Murray fechou temporada com a terceira colocação do ranking mundial de tênis

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade