Tênis/Challenger de São Leopoldo - ( - Atualizado )

Oncins mata saudades da quadra com pupilo em São Leopoldo

São Leopoldo (RS)

Um dos jogadores mais importantes do tênis brasileiro voltou a sentir o gostinho de entrar em quadra em um torneio profissional nesta segunda-feira. Jaime Oncins recebeu convite da organização do Challenger de São Leopoldo para jogar a chave de duplas ao lado de seu pupilo Gastão Elias e matou as saudades do tempo de jogador.

Oncins e Elias entraram em quadra juntos, assim como já fizeram no Challenger de Recife do ano passado, mas acabaram eliminados na primeira rodada. A perceria caiu diante de Rodrigo Grilli e Diego Matos, por 6/3 e 7/5, mas público e ex-jogador ficaram satisfeitos pela experiência.

"Eu tenho um prazer muito grande pelo tênis, amo estar em quadra. Apesar dos meus 42 anos ainda dá pra fazer alguma coisa. Isto aqui é a minha vida. Se eu puder jogar um ou dois torneios como este todos os anos, será ótimo. E quanto às dores no corpo, nada que um bom antiinflamatório não resolva", brincou Oncins, ex-22º colocado do ranking mundial de duplas e 34º de simples.

Na rodada da chave individual em São Leopoldo desta segunda-feira, o austríaco Andreas Haider Maurer não decepcionou. Principal cabeça de chave do torneio, ele passou com tranquilidade pelo uruguaio Marcel Felder por 6/3 e 6/2. Seu próximo adversário é Tomislav Brkic, algoz do italiano Enrico Becuzzi.

Já o chileno Paul Capdeville derrotou o argentino Andrea Collarini, com 6/2 e 6/3, e tem duelo marcado com a revelação brasileira João Sorgi.

Divulgação
Aos 42 anos de idade, Jaime Oncins entrou em quadra ao lado do pupilo Gastão Elias em São Leopoldo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade