Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Agente diz que crise vascaína influenciará em renovação de Juninho

Rio de Janeiro (RJ)

Os problemas enfrentados pelo Vasco na parte administrativa poderão pesar contra a permanência de Juninho Pernambucano. O empresário do jogador, José Fuentes, admitiu que a crise enfrentada na diretoria influenciará na decisão do Reizinho e deverá dificultar o prolongamento de seu vínculo com o clube.

Apesar de citar todo o carinho que o meia nutre pelo Vasco, o agente fez questão de lembrar que os problemas financeiros do clube são os responsávei por travar as negociações. Com um discurso pessimista, Fuentes mostrou que a renovação do armador ainda está longe de ser concluída e deverá se estender até os dirigentes darem garantias de que arcarão com o que for estabelecido em um futuro contrato.

“O amor, o carinho são coisas que contam, mas ele já retribuiu para o torcedor, para o Vasco, com aquilo que poderia dar. Infelizmente, muitas coisas aconteceram e estão acontecendo. Isso pode fazer a diferença na decisão. O momento que o clube está passando preocupa e supostamente as dificuldades que ele enfrenta hoje, continuará enfrentando. Não vejo esse momento do Vasco com bons olhos”, declarou o empresário, em entrevista à Rádio Globo.

Juninho está com 37 anos e já rechaçou a possibilidade de pendurar as chuteiras após o término deste Campeonato Brasileiro. O atleta acredita que ainda tem condições de jogador profissionalmente e quer permanecer no País para conciliar a sua profissão com a presença de seus familiares. No entanto, a incapacidade de o Vasco arcar com as suas dívidas se tornou a grande pendência nesta etapa de sua carreira.

As receitas geradas pelo clube são bloqueadas para o pagamento das dívidas financeiras e dificultam a tarefa do clube em arcar com os vencimentos de seus funcionários em dia. O time enfrentou neste ano o corte do abastecimento de água em São Januário e apostará suas fichas na presença de Ricardo Gomes como diretor técnico para atrair novos reforços. A permanência do dirigente nos bastidores será inclusive uma das armas utilizadas pela a diretoria na tentativa de segurar o Reizinho por mais um ano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade