Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ex-lateral da Seleção, Fidélis morre vítima de câncer no estômago

Rio de Janeiro (RJ)

O ex-lateral direito Fidélis morreu nesta quarta-feira, aos 68 anos, vítima de câncer no estômago. O ex-jogador estava internado em um hospital de São José dos Campos, no interior de São Paulo, e não resistiu ao tratamento.

Lembrado por sua passagem pelo Vasco, Fidélis venceu o carioca, em 1970, e o Brasileiro, em 1974. O ex-jogador também acumulou grande passagem pelo Bangu, onde foi campeão carioca em 1966 e garantiu a sua convocação para a Seleção Brasileira que disputou o Mundial deste mesmo ano.

Na ocasião, a comissão técnica barrou a ida do capitão do tricampeonato canarinho, Carlos Alberto Torres, para que Fidélis integrasse o plantel ao lado de Djalma Santos. O ex-lateral anotou apenas um gol pela Seleção e era chamado pelos torcedores de Touro Sentado. O apelido surgiu graças à semelhança física com um líder indígena norte-americano.

Por meio de seu site oficial, o Vasco lamentou a morte do seu ex-jogador e prestou solidariedade aos familiares e amigos. A nota foi assinada pelo próprio presidente Roberto Dinamite, que recordou a significativa contribuição de Fidélis para a história do clube cruz-maltino.

“O Club de Regatas Vasco da Gama lamenta a morte de Fidélis, um dos atletas que ajudaram o Gigante da Colina em uma de suas principais glórias, e transmite seus sentimentos de pesar para todos os familiares”, publicou o dirigente no site vascaíno.

Acervo/Gazeta Press
Fidélis (o segundo em pé da direita para a esquerda) foi campeão brasileiro pelo Vasco, em 1974, e titular na Copa do Mundo de 1966.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade