Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Com um a mais, Vitória cede empate ao Ceará, mas volta à Série A

Salvador (BA)

O Vitória fez sua torcida imaginar que o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro seria tranquilo neste sábado. Porém, os rubro-negros que lotaram o Barradão tiveram de esperar até o apito final. Depois de ter saído na frente no placar, o clube de Salvador cedeu o empate por 1 a 1 ao Ceará e, mesmo assim, conseguiu garantir seu retorno à elite do futebol nacional.

O atacante William abriu o placar na partida, nos minutos finais do primeiro tempo. Depois do intervalo, Jaílton foi expulso e deixou o Ceará com um a menos. O Rubro-negro, então, mandou uma bola na trave, novamente com William. Porém, o time visitante assustou os donos da casa, ao mandar com Heleno para as redes, em disputa pelo alto com Victor Ramos.

O empate foi suficiente para garantir o retorno do Vitória à primeira divisão depois de dois anos, pois o clube não disputa a Série a desde 2010. O time do técnico Paulo César Gusmão chegou aos 71 pontos, no quarto lugar da Série B, levando vantagem contra o São Caetano no número de triunfos.

A festa dos rubro-negros já estava preparada antes de a bola rolar. A poucos minutos do início do confronto, um helicóptero pousou no gramado, levando uma das mais ilustres torcedoras do Rubro-negro: Ivete Sangalo. Vestindo bermuda preta, camisa do Vitória e com o pé esquerdo imobilizado, a cantora atravessou o campo em direção às tribunas, de onde vibrou com o acesso.

O jogo: A partida teve seu primeiro lance de emoção logo aos 15 segundos, quando Willie recebeu em velocidade, invadiu a área e caiu em disputa com o goleiro Dionatan. Inicialmente, o árbitro esboçou a intenção de marcar pênalti, mas desistiu ao escutar o assistente e deu apenas tiro de meta.

Mesmo assim, o Rubro-negro seguiu mais presente na frente, empurrado pelas arquibancadas lotadas do Barradão. Dinei teve sua chance de abrir o placar e mandou raspando a trave.

Pouco depois, Mansur fez o cruzamento da esquerda para William, que recebeu com liberdade na entrada da pequena área, mas dominou muito mal e arrematou para fora, lamentando-se com as mãos na cabeça.

Arte GE.Net
Do outro lado, o Ceará tentou responder, mas sem superar o goleiro Deola. O forte calor em Salvador ainda motivou Sandro Meira Ricci a fazer uma paralisação para hidratação dos dois times.

Para acalmar a torcida antes do intervalo, o time da casa abriu o placar, aos 42 minutos. William recebeu com liberdade na área e não se intimidou com a saída do goleiro, pois tocou no canto para balançar as redes.

No intervalo, Vicente deixou a partida para a entrada de Eusébio. Logo no primeiro lance, Deola teve trabalho para interceptar jogada aérea dos visitantes. Entretanto, aos 18 minutos, a situação ficou ainda mais favorável ao time baiano, quando Jaílton foi expulso de campo.

Com a vantagem no número de jogadores em campo, além do placar, William quase ampliou, mas sua finalização parou na trave. Mesmo com um a menos, o Ceará conseguiu empatar, aos 35 minutos. Em bola levantada na área, Heleno disputou com Victor Ramos e mandou para as redes. A partir daí, a torcida rubro-negra chegou a ficar apreensiva, mas precisou apenas aguardar o apito final para comemorar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade