Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Otimista, Salum volta ao América-MG para reerguer o futebol do clube

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

Homem forte do futebol América-MG, Marcus Salum, que estava afastado do clube desde outubro, retorna ao Coelho e faz um balanço positivo de 2012 e uma projeção de mais um ano de forte crescimento. Segundo ele, a próxima temporada tem tudo para ser mais um importante passo rumo a consolidar o América-MG como uma das forças do futebol brasileiro.

“Será mais um passo no processo de consolidação do América-MG como uma grande força do futebol brasileiro”, afirma o dirigente, que mantém sua convicção de que a diretoria está trabalhando no rumo certo para transformar o América-MG em uma grande potência nos próximos anos, mesmo não tendo feito uma boa temporada.

“Não foi um ano como esperávamos, mas foi um bom ano. Conseguimos avançar muito. A expectativa era maior do que a nossa capacidade de realização. Mas isso é positivo, é motivo de orgulho, porque nós criamos essa expectativa e temos que respeitar o sentimento do torcedor”, afirmou o dirigente, que apontou o desequilíbrio financeiro entre os times do Brasil como fator dificultador para se montar boas equipes.

“Se fizermos um paralelo com a maioria dos clubes que sobem para a Série A, eles voltam para a B e até caem para C. Isso ocorre porque o desequilíbrio financeiro é muito grande. Temos oito equipes com grandes orçamentos e outras quatro ou cinco com orçamentos médios. Fica muito difícil ser competitivo sem receitas. O América-MG consegue ser competitivo com pouco orçamento. Isso é feito com muito trabalho, muita luta e também muito desgaste”, afirmou.

Salum destaca que o Coelho tem tudo que um clube de ponta precisa, exceto as receitas. “Tenho convicção de que 2013 será mais um passo para a consolidação do América-MG. Se tivéssemos mais receita, diríamos que competiríamos de igual para igual. O que o América-MG precisa para ser um grande time? Um estádio? Já tem o belo Independência. Um centro de treinamento? Temos um bom que está ficando ótimo, e uma sede para receber bem as pessoas, o que teremos na Torre do Boulevard. Precisamos agora é de receitas”, disse.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade