Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Bernard mantém incerteza sobre saída e cobra valorização no Atlético

Belo Horizonte (MG)

Revelação do Campeonato Brasileiro, o meia-atacante Bernard deixou o gramado do estádio Independência, neste domingo, chorando. Autor do primeiro gol da vitória do Atlético-MG no clássico mineiro, neste domingo, o jovem jogador não sabe sobre seu futuro em 2013, mas pede para ser mais valorizado no clube para ficar.

“Esse choro não é de despedida. É incerto. Não sei oque vai acontecer comigo”, explicou camisa 11. Meu empresário esta em belo Horizonte. Vamos ver o que ele e o (Alexandre) Kalil (presidente do Atlético) vão reservar para mim”.

Alvo do interesse de centros menores do futebol europeu, o atleta pede que cartolas e empresário pensem nele durante as negociações, mas ressalta que terá a palavra final.

“Espero que nessas conversas eles não olhem só para o deles. Tem que olhar também o que é melhor para o Bernard. A última palavra vai ser minha. Vou querer falar com o Kalil para ter uma valorização dentro do clube. A gente vê o Neymar com vários contratos publicitários sendo valorizado. Não é que eu seja mercenário, mas a vida de jogador é muito curta”, comentou.

Revelado pelo clube mineiro, Bernard explicou a dificuldade de tomar a decisão de deixar o Atlético.

“Posso muito bem ir, sumir e não jogar mais. Posso ficar e ajudar o atlético a ganhar um título de expressão e, até mesmo, não dar certo. É um tiro no escuro. Futebol é uma coisa muito incerta. Não tem margem pra erro”, sentenciou.

Mesmo sem saber se seguirá para 2013, o meia, dono de 11 gols no Brasileirão, declarou amor ao clube que o revelou. “Foi aqui onde tudo começou, onde fiz meu primeiro gol. Não ganhei esses prêmios por mim, mas também pelo Atlético”, disse.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade