Prêmio Brasil Olímpico - ( - Atualizado )

Arthur Zanetti e Sheilla Castro são eleitos melhores do ano

Rio de Janeiro (RJ)

Na noite desta terça-feira, na cidade do Rio de Janeiro, foi realizado o Prêmio Brasil Olímpico, cerimônia para premiar os melhores atletas brasileiros do ano de 2012. Medalhista de ouro nas Olimpíadas de Londres, Sheilla Castro foi a grande vencedora de melhor atleta do ano e, entre os homens, o troféu mais cobiçado ficou com o ginasta Arthur Zanetti, medalhista de ouro em Londres-12, nas argolas.

Sheilla sagrou-se campeã olímpica pela segunda vez em 2012, depois de ter ganhado o ouro nos Jogos de Pequim, em 2008. Além das conquistas olímpicas, a oposto da Seleção e do Sollys/Nestlé, de Osasco, também ganhou o ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, em 2011, e uma prata na edição do Rio de Janeiro, em 2007.

““Estou muito feliz. Realmente ali, na hora, foi uma tensão grande. Eu queria compartilhar com todas as jogadoras, porque sem elas eu não teria chegado aqui. É um esporte coletivo. Dedico este prêmio à minha avó”, disse Sheilla.

Arthur Zanetti entrou definitivamente para a história do esporte brasileiro ao ser o primeiro atleta do país a ganhar uma medalha de ouro em qualquer uma das categorias da ginástica artística. Além do ouro olímpico, Zanetti também tem em seu currículo uma medalha de ouro por equipes dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, em 2011, e outra de prata, na mesma competição, nas argolas, sua especialidade.

“Tenho que agradecer muito, inclusive a todos os meus amigos de equipe. Não conseguiria nada sem esse time por trás”, elogiou Zanetti.

Na premiação destinada aos melhores treinadores de 2012, José Roberto Guimarães, técnico bicampeão olímpico com a Seleção feminina de vôlei, ficou com o prêmio para treinadores de esportes coletivos, e Marcos Goto, técnico de Arthur Zanetti, medalhista de ouro nas argolas, foi o vencedor entre treinadores de esportes individuais.

O vencedor do Troféu COI: Esporte e Desenvolvimento Sustentável, oferecido pelo Comitê Olímpico Internacional, foi o Programa MiniAtletismo, criado em 2005 pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para promover a prática de esportes para crianças de 7 a 12 anos de idade.

Durante a cerimônia realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a ex-jogadora de basquete Hortência, campeã olímpica e medalhista de prata nas Olimpíadas de Atlanta-96, foi homenageada com o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, destinado a um personagem que exerceu papel de destaque para o desenvolvimento do esporte brasileira. “Queria agradecer a você, Nuzman. Eu nem lembrava mais como era sentir essa emoção. Que sirva de exemplo. Para chegar aqui, tem que ralar muito”, destacou Hortência.

Agif
Sheilla Castro e Arthur Zanetti ficaram com o troféu mais cobiçado da noite. Crédito: Andre Mourão

Melhores atletas de 2012:

Masculino: Arthur Zanetti (ginástica artística)

Feminino: Sheilla Castro (vôlei)

Os melhores de 2012 em cada modalidade:

Atletismo – Marilson dos Santos
Badminton – Daniel Paiola
Basquete – Marcelo Huertas
Boxe – Esquiva Falcão
Canoagem Slalom – Ana Sátila
Canoagem Velocidade – Erlon Silva e Ronilson Oliveira
Ciclismo BMX – Squel Stein
Ciclismo Estrada – Magno Nazareth
Ciclismo Mountain Bike – Rubens Valeriano
Ciclismo Pista – Gabriela Yumi
Desportos na Neve – Jaqueline Mourão
Desportos no Gelo – Luiz Fernando Manella
Esgrima – Renzo Agresta
Futebol – Neymar
Ginástica Artística – Arthur Zanetti
Ginástica de Trampolim – Carlos Pala
Ginástica Rítmica – Natália Gaudio
Golfe – Alexandre Rocha
Handebol – Eduarda Amorim
Hipismo Adestramento – Luiza Almeida
Hipismo CCE – Ruy Leme da Fonseca
Hipismo Saltos – Álvaro Affonso de Miranda (Doda)
Hóquei Sobre Grama – Matheus Ferreira
Judô – Sarah Menezes
Levantamento de Peso – Jaqueline Ferreira
Lutas – Joice Silva
Maratona Aquática – Ana Marcela Cunha
Natação – Thiago Pereira
Natação Sincronizada – Nayara Figueira
Pentatlo Moderno – Yane Marques
Polo Aquático – Gustavo Guimarães
Remo – Fabiana Beltrame
Rugby – Paula Ishibashi
Saltos Ornamentais – Cesar Castro
Taekwondo – Diogo Silva
Tênis – Bruno Soares
Tênis de Mesa – Caroline Kumahara
Tiro com Arco – Daniel Xavier
Tiro Esportivo – Roberto Schmits
Triatlo – Pamela Oliveira
Vela – Robert Scheidt e Bruno Prada
Vôlei de Praia – Alison Cerutti e Emanuel Rego
Vôlei – Sheila Castro

Os vencedores das edições anteriores do Prêmio Brasil Olímpico:

1999 – Maurren Maggi (atletismo) e Gustavo Kuerten (tênis)
2000 – Leila Barros (vôlei) e Gustavo Kuerten (tênis)
2001 – Daniele Hypolito (ginástica artística) e Robert Scheidt (vela)
2002 - Daniele Hypolito (ginástica artística) e Nalbert (vôlei)
2003 – Daiane dos Santos (ginástica artística) e Fernando Meligeni (tênis)
2004 - Daiane dos Santos (ginástica artística) e Vanderlei Cordeiro de Lima (atletismo)
2005 – Natália Falavigna (taekwondo) e João Derly (judô)
2006 – Laís Souza (ginástica artística) e Giba (vôlei)
2007 – Jade Barbosa (ginástica artística) e Thiago Pereira (natação)
2008 – Maurren Maggi (atletismo) e Cesar Cielo (natação)
2009 – Sarah Menezes (judô) e Cesar Cielo (natação)
2010 – Fabiana Murer (atletismo) e Murilo Endres (vôlei)
2011 - Fabiana Murer (atletismo) e Cesar Cielo (natação)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade