Atletismo/são Silvestre - ( - Atualizado )

Campeã elogia percurso e diz que resultado foi surpreendente

São Paulo (SP)

Novamente uma queniana venceu a Corrida Internacional de São Silvestre. Com a vitória de Maurine Kipchumba, o país africano ficou na primeira colocação pela décima vez na história da mais tradicional prova de atletismo de rua do Brasil. A campeã disse que o resultado foi inesperado.

“Eu estou muito feliz neste momento porque alcancei um resultado que eu realmente não esperava. Entrei na prova tranquila, sem qualquer tipo de responsabilidade, mas senti que meu corpo estava bem e investi rumo à vitória”, declarou logo após o término da corrida.

A queniana aprovou o novo horário da prova e elogiou o percurso, que também mudou em relação à edição 2011: “Foi muito bom a prova ser realizada de manhã porque o clima estava muito bom. Não ficou nem muito calor nem frio, também. O percurso também foi ótimo e ajudou no meu resultado."

Com mais esta vitória queniana, o pequeno país do leste africano alcança sua terceira vitória consecutiva e aumenta o jejum de vitórias brasileiras na prova feminina para seis anos. A última vitória foi em 2006 com Lucélia Peres.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Maurine Kipchumba venceu a prova com o tempo de 51m42s e confirmou a hegemonia do Quênia nos últimos anos

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade