Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ainda ‘invisíveis’, obras da Arena da Baixada chegam a 54,34%

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Um dos últimos estádios a começar sua reforma para a Copa do Mundo de 2014, a Arena da Baixada chegou nesta segunda-feira às 54,34% de obras concluídas, ainda que ‘invisíveis’ para quem observa de fora esperando algum sinal da nova estrutura. Isso porque, neste estágio, os trabalhos de concentram na demolição das antigas torres, na terraplanagem dos terrenos obtidos para expansão e na fundação das novas áreas.

A expectativa é que as obras ganhem velocidade quando a primeira parcela para o financiamento, no valor de R$ 26 milhões, seja depositada para a CAP S/A, empresa que administra a reforma. O dinheiro ainda não foi liberado e depende da assinatura de documentos por parte do Atlético Paranaense, que através de seu presidente, Mário Celso Petraglia, pediu algumas alterações que não são reveladas pelas partes.

A previsão de entrega da Nova Arena, que terá capacidade para 43.981 pessoas e será administrada por em parceria com uma empresa norte-americana, que se responsabilizará por tornar o espaço um local para eventos culturais, esportivos e corporativos, é o final de 2013. Anteriormente previa-se a entrega para o mês de março, mas o prazo foi prorrogado, o que obrigará o Furacão a seguir mandando seus jogos, a princípio, no Eco Estádio Janguito Malucelli.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade