Natação/Bastidores - ( - Atualizado )

Após mais de 2 anos, Thiago Pereira não é mais atleta do Corinthians

Lucas Besseler, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Após pouco mais de dois anos defendendo o Corinthians, o nadador Thiago Pereira não seguirá no clube em 2013. Nesta quarta, a diretoria alvinegra anunciou que não prolongará o vínculo com o atleta, medalhista de prata nos 400m medley dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, superando a lenda Michael Phelps na prova.

“Em uma conversa com a diretoria nós optamos por não renovar o contrato do Thiago, mas agradecemos pelo trabalho que ele fez no Corinthians durante esses dois anos. Ele teve participação direta em todas nossas conquistas. Então desejamos muita sorte em sua carreira”, afirma o diretor de esportes aquáticos do Timão, Oldano Golçaves de Carvalo, em contato com a Gazeta Esportiva.net.

Segundo o dirigente, a decisão de não prolongar o vínculo com Thiago Pereira não está ligada a um possível receio com uma queda de rendimento do atleta nos três anos e meio que restam até a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Divulgação/ZDL
No período em que esteve no Corinthians, Thiago Pereira conquistou medalha de prata em Londres-2012
“Não é por causa disso. Ele é um atleta muito profissional e muito grande para nós brasileiros pela medalha de prata (conquistada nos Jogos Olímpicos de Londres-2012). Acreditamos que ele será novamente medalhista olímpico no Rio”, conclui o diretor.

O tom de gratidão do clube paulista foi correspondido pelo nadador. Segundo Thiago, o período que passou no Corinthians foi importante para a sua preparação para os Jogos Olímpicos de Londres-2012.

"Tenho só elogios e gratidão a todos no Corinthians, clube que defendi com profissionalismo e dedicação. Este foi um ano repleto de conquistas para mim e para o Corinthians", afirma.

Ainda definindo o seu futuro, Thiago segue no grupo de treinamentos Pro 2016, criado por Cesar Cielo e voltado para as principais esperanças de medalha da natação brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio.

"A mudança não atrapalhará meus planos de conquistar mais uma medalha olímpica e lutar pelo pódio inédito nos 200m medley no Mundial de Barcelona. Continuo no Pro 2016 com a mesma seriedade e confiança", completa.

Nesta terça, Pereira foi considerado o principal nadador brasileiro na temporada, além de ser um dos três finalistas do Prêmio Brasil Olímpico, junto ao ginasta Arthur Zanetti e ao pugilista Esquiva Falcão.

"Chegar na final do Prêmio Brasil Olímpico é digno de comemoração. Um reconhecimento de todo esforço, que culminou com a prata olímpica. Só tenho que agradecer a todos que me ajudaram a chegar até aqui e parabenizar o Arthur Zanetti e o Esquiva Falcão, que defenderam o Brasil com raça e são exemplo para as novas gerações", afirma Pereira, vencedor do prêmio em 2007.

AFP
Medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 credenciou Thiago Pereira ao Prêmio Brasil Olímpico

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade