Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Conmebol aceita pedido e Tigre mandará decisão em La Bombonera

Victoria (Austrália)

Após o astro Juan Roman Riquelme sugerir, a diretoria do Tigre correu atrás e conseguiu entrar em acordo com o Boca Juniors para mandar a primeira partida da final da Copa Sul-americana em La Bombonera. Nesta segunda-feira, a Conmebol aceitou o pedido do clube argentino e confirmou a final contra o São Paulo no estádio xeneize.

Devido à capacidade de 28 mil torcedores do estádio José Dellagiovanna, na pequena cidade de Victoria, o Tigre já não poderia atuar em sua casa e resolveu recorrer ao Boca Juniors. A exigência da Conmebol é de, no mínimo, 40 mil lugares, e facilitou a definição do lendário estádio como palco da decisão.

Em reunião com o presidente do Boca Daniel Angelici, o mandatário do Matador, Rodrigo Mollinos, fechou os detalhes sobre ingressos e segurança. No site oficial do Tigre, a assessoria de imprensa garante que dará as orientações para a torcida adquirir suas entradas nas próximas horas desta segunda-feira.

Histórico - Esta será a segunda decisão internacional disputada em La Bombonera. No final de junho, Boca Juniors e Corinthians ficaram no empate por 1 a 1 em jogo que consagrou o atacante Romarinho. No duelo da volta, no Pacaembu, o Timão venceu por 2 a 0 e levantou a Copa Libertadores da América pela primeira vez.

A última partida do São Paulo no estádio, inclusive, foi válida pela própria Copa Sul-americana. Nas oitavas de final da edição de 2007, o Tricolor acabou derrotado pelo Boca por 2 a 1, com gol marcado pelo centroavante Borges. No Morumbi, Aloísio foi o herói e selou a classificação são-paulina.

Já em finais, o time paulista pegou o Boca em La Bombonera na Recopa Sul-americana de 2006. Com dois gols de Martín Palermo, os argentinos venceram na capital Buenos Aires por 2 a 1 e precisaram apenas de um empate por 2 a 2 no Morumbi para ficar com a taça.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade