Futebol/Bastidores - ( )

Contando com Zinho, chegada de Pelaipe faz Flamengo ‘começar’ 2013

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O presidente eleito do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, fechou a estrutura do seu departamento de futebol. A peça que faltava foi confirmada na manhã desta segunda-feira, com o anúncio de Paulo Pelaipe como novo diretor de futebol do clube. O dirigente desembarca na manhã desta terça-feira no Rio de Janeiro e será apresentado na parte da tarde em uma coletiva na Gávea, sede do clube.

“Chego ao Rio de Janeiro nesta terça-feira já para começar a trabalhar. Quero saber da presidência e da diretoria de futebol, sempre respeitando as hierarquias, quais são as prioridades para o ano, pois temos que trabalhar em renovações de contrato e contratações de reforços”, afirmou Pelaipe, que deixou o Grêmio em função do fim da gestão de Paulo Odone, de quem era braço direito.

No clube carioca, Pelaipe vai responder diretamente a Flávio Godinho, vice-presidente de futebol, de quem escutou que precisará ser discreto e evitar o vazamento de informações para a imprensa. Godinho quer que qualquer contratação seja anunciada em entrevista coletiva na sede do clube. Abaixo de Pelaipe ficarão Zinho, que passará a ter um cargo de gerente de futebol, servindo de elo entre a diretoria e o elenco e a comissão técnica. O ex-jogador conta com a confiança do novo dirigente.

“O Zinho jogou no Grêmio quando eu era dirigente e conheço a sua capacidade. Com certeza ele será uma boa referência, pois é inteligente e conhece muito bem o Flamengo. Vai nos ajudar muito”, disse Pelaipe, que não confirmou a permanência do técnico Dorival Júnior para 2013, embora o novo dirigente deverá escutar de Godinho que Dorival vai ser mantido no cargo.

Pelaipe disse ainda que pretende valorizar os jogadores revelados nas categorias de base, que é um dos pontos melhores trabalhados por Dorival Júnior em 2012: “Acredito que este seja o caminho para a solução de vários problemas nos clubes de futebol. Quando o elenco não conta com peças de qualidade em algumas pósições precisa ser completado pelas categorias de base, que tem que revelar boas peças. Prefiro promover um garoto a ir no mercado e procurar alguém que pode não corresponder”.

Divulgação/Grêmio
Pelaipe chegará ao Flamengo nesta terça-feira e iniciará os trabalhos ao lado de Zinho, gerente, e Bandeira de Mello
O novo diretor de futebol terá como prioridade montar um time competitivo. O clube busca renovar alguns contratos que terminam no fim do ano e que são de jogadores que fazem parte dos planos da comissão técnica. Casos do lateral direito Wellington Silva, que tem os direitos federativos ligados ao Resende-RJ, e do volante Amaral, que está ligado ao Nova Iguaçu-RJ. O meia Wellington Bruno, com os direitos federativos ligados a um grupo de empresários, também negocia.

Outros dois jogadores com contrato até 31 de dezembro apenas são o lateral direito Leonardo Moura e o meia Renato Abreu. O primeiro deixou a situação bem encaminhada após conversa com Zinho, enquanto o apoiador ainda discute a duração do novo vínculo. O clube pretende renovar por um ano e ele deseja por duas temporadas para encerrar a carreira na Gávea.

Além disso, Pelaipe terá que assinar a dispensa de atletas que não fazem parte dos planos para o próximo ano, como o zagueiro Arthur Sanchez, o lateral esquerdo Magal, os volantes Rômulo e Maldonado e o meia Bottinelli. Fora isso, o novo dirigente terá que agir na contratação de reforços e vai saber de Zinho em que passo anda as negociações que estavam sendo feitas antes das eleições de segunda-feira da semana passada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade