Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Criticado em 2012, departamento médico do Atlético-GO vai mudar

Goiânia (GO)

O ano de 2012 foi ruim para o Atlético-GO dentro de campo: o time foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. Fora de campo, o clube também sofreu na temporada. Um dos setores mais atingidos foi o departamento médico, alvo de muitas críticas durante o ano e que deve ser reestruturado em 2013.

As recorrentes lesões musculares, que não deixaram que a equipe mantivesse uma base durante o Brasileirão foram um dos motivos do descontentamento com o setor. Além disso, houve um erro no diagnóstico de uma lesão e ainda um caso de doping, que apenas pioraram a situação do departamento médico.

“Tivemos mais problemas na parte física, o que gerou reflexo no número de lesões dos jogadores. A parte física não foi bem esse ano. Temos muito interesse em melhorar esse departamento, investir”, declarou o diretor de futebol do Dragão, Adson Batista.

Uma das alterações já anunciadas foi a saída do massoterapeuta Kléber Rodrigues e outra que está próxima de se concretizar é a mudança de função do Dr. Sussumo Taia, que deve assumir o comando do setor.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade