Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Depois de ‘sumiço’, Zinho pede seis dias para decidir permanência

Rio de Janeiro (RJ)

Depois de ‘sumir’ por dois dias e prolongar a indefinição sobre sua permanência no Flamengo, Zinho voltou a entrar em contato com a nova diretoria do clube e garantiu que irá tomar sua decisão em no máximo seis dias. Além disso, o antigo diretor de futebol afirmou que se ausentou nos últimos dias para resolver problemas de saúde de seu pai.

Diretor executivo em 2012, no último ano de gestão de Patrícia Amorim, o ex-jogador foi convidado pelo novo presidente Eduardo Bandeira de Mello a permanecer na Gávea, mas ocupando um cargo inferior. Além do salário mais baixo, Zinho ainda seria subordinado ao diretor executivo Paulo Pelaipe.

Segundo especulações, o dirigente não se incomodaria com a nova função, que obrigaria contato mais intenso com o elenco e com o técnico Dorival Júnior. O grande empecilho para a renovação é o salário, que seria reduzido à metade na nova gestão.

Nesta sexta-feira, Zinho entrou em contato com o vice-presidente de futebol Wallim Vasconcelos e pediu seis dias para definir se fica no Flamengo em 2013. Dessa maneira, a diretoria saberá se contará com os serviços do ex-jogador ou se terá de buscar uma nova opção a partir do dia 27 de dezembro deste ano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade