Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Diretoria projeta enriquecimento dos cofres do Vitória com Série A

Salvador (BA)

Com o retorno à elite do futebol nacional depois de dois anos garantido, o Vitória espera que o próximo ano no Barradão seja mais próspero. A diretoria rubro-negra já faz a contas de quanto os cofres do clube terão a mais para montar um elenco competitivo.

“Teremos um aumento de até 22% em nosso orçamento para 2013, chegando à marca de R$ 55 milhões”, projeta Carlos Falcão, vice-presidente do Vitória, que tem a intenção de fechar o ano com o planejamento traçado. “A diretoria vai se reunir ainda essa semana para traçar os caminhos a serem seguidos pelo Vitória no ano que vem, que teremos a Copa do Brasil, o Campeonato Baiano, a Série A e a Copa do Nordeste, que inicia em janeiro, por isso, não podemos perder tempo”.

Além de aumentar a cotas pelos direitos de transmissão para R$ 30 milhões, o clube ainda conta com mais alguns acréscimos, como a ampliação do programa de sócio-torcedor em até 40%. Os ingressos, segundo Falcão, só terão preços mais salgados no Brasileirão.

Com ao menos quatro competições para o próximo ano – ainda existe uma remota chance de a equipe disputar a Copa Sul-americana pelo novo calendário da CBF – a projeção do Vitória é que o segundo semestre seja um pouco mais modesto, mas, com o início do Brasileiro, contratações de peso cheguem ao Barradão.

“A tendência é que nossa folha salarial suba um pouco com a montagem do elenco para a disputa da competição nacional. Queremos começar o Brasileirão com o grupo praticamente montado”, pontuou Falcão.

Após o fim da Série B, o Vitória deu férias ao elenco, que se reapresenta em 26 de dezembro para o início da pré-temporada. Sem PC Gusmão, que não quis renovar o contrato, a equipe ainda corre atrás de um técnico para a próxima temporada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade