Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Edílson garante que time de 2000 não perderia final para Timão

São Paulo (SP)

Um dos personagens mais folclóricos do futebol brasileiro, o ex-jogador Edílson garantiu que os jogadores que venceram o primeiro Mundial de Clubes pelo Corinthians não teriam perdido as chances desperdiçadas pelo Chelsea no último domingo e até arriscou um placar: 4 a 1 para o time de 2000.

Convidado do programa Bem, Amigos para comentar a conquista do Timão em Yokohama, o Capetinha se esquivou e preferiu não responder qual equipe seria melhor. Ao ver os melhores momentos da partida em solo japonês, no entanto, o ex-atacante mostrou bom humor e ironizou a falta de pontaria dos Blues, principalmente de Fernando Torres.

“Se o time de 2000 tivesse as oportunidades que o Chelsea teve domingo (risos)... Se cai no meu pé, do Luizão, Ricardinho, Marcelino Carioca... Não sei não, mas seria uns 4 a 1”, brincou o integrante do elenco que bateu o Vasco da Gama nos pênaltis em um Maracanã lotado, lembrando da linha ofensiva do time treinado por Oswaldo de Oliveira.

Outro ídolo corintiano a comentar o título mundial foi Rivellino. Para o ‘Patada Atômica’, que brilhou no Parque São Jorge nos anos 1970, o trabalho de Tite foi essencial para o ano vitorioso do Timão. “Normalmente treinador não ganha jogo, é jogador quem faz isso. Mas vou falar a verdade, esse quem ganhou foi o Tite. Você vê o que ele fala em entrevistas e consegue ver os jogadores fazendo exatamente igual. É impressionante”, exaltou o ex-camisa 10 alvinegro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade