Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Feliz no Botafogo, Vitor Júnior deixa futuro nas mãos de empresário

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo já começa a pensar na próxima temporada e na montagem do elenco. Os dirigente alvinegros afirmam que pretendem manter a base de 2012, mas devem dispensar alguns jogadores. Um dos que estão em situação duvidosa para permanecer no clube é o meia Vitor Junior.

Contratado por empréstimo junto ao Corinthians, o meio campista teve início promissor, mas teve uma queda de produção aliada a algumas lesões durante o ano. O atleta afirmou estar feliz, mas colocou na mão do empresário a decisão sobre seu futuro.

“Sempre deixei bem claro que minha intenção era fazer um bom Brasileiro e deixar com as pessoas competentes o meu futuro. Estou feliz no Botafogo, pois tive bons momentos por conta da sequência de jogos, algo que não tive no Corinthians. Foi uma pena eu ter sofrido contusões que me atrapalharam. Nos próximos dias, meu empresário vai conversar com os dirigentes no Botafogo para decidir se permaneço no clube”, revelou à Rádio Brasil.

Os alvinegros teriam que pagar três milhões de reais para ficar com o jogador em definitivo. Outro empréstimo é considerado pouco provável. Vitor Junior falou sobre sua passagem no clube e apontou a chegada de outros reforços como mais uma desvantagem na temporada.

Divulgação/Botafogo F. R.
Na última partida do ano, Vítor Júnior anotou um dos gols no empate do Bota por 2 a 2 com o Flamengo
“A negociação para eu seguir depende de cláusula contratual, que envolve dinheiro. Meu passe tem um valor alto, mas espero que tudo dê . No Botafogo, pude mostrar meu valor com boas atuações, mas as lesões, com a chegadas de jogadores como Seedorf e Lodeiro, deixaram a concorrência maior no clube. Nos últimos jogos, consegui ter novas chances e consegui fazer boas partidas e gols”, declarou.

O meia teve queda de rendimento associada por conta da vida noturna carioca. Vitor Junior sofreu em sua passagem pelo Coritnhians, por ter sido apontado como um dos que saíam com o atacante Adriano. No entanto, o jogador rechaçou que seja indisciplinado e lamentou a fama recebida na capital paulista.

“Eu sempre fui uma pessoas do bem, que sempre tive boa relação nos clubes por onde passei. Em São Paulo, falaram algumas coisas porque saí um dia com o Adriano, que também é um cara do bem. Estou muito tranquilo quanto a isso e nunca tive problema com indisciplina pelos clubes que atuei”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade