Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Geninho revela falta de investimento na Lusa e pede união a colônia

São Paulo (SP)

Considerado um dos salvadores da Portuguesa no Campeonato Brasileiro, o treinador Geninho apontou a falta de investimento como o grande problema de um clube que sofre com a desunião da colônia que o fundou em 1920.

Geninho estreou na Portuguesa contra o Bahia, nas oitavas de final da Copa do Brasil, fase pela qual ficou. No Brasileiro, a equipe lutou contra o rebaixamento até a última rodada, mesmo depois de amargar a queda no Paulistão. Para o treinador, a baixa condição financeira da equipe explica a situação.

“A Portuguesa não investiu nada. Foi menos de R$ 1 milhão para montar o elenco. Essa briga é muito desigual”, reclamou Geninho, que ressaltou o desmonte da equipe de 2011 para 2012, em entrevista ao SporTV. “Depois de fazer uma boa campanha na série b, tiraram alguns jogadores que eram pilar e isso acabou com a equipe”.

Para o técnico, que ainda tem o futuro no Canindé indefinido, as questões políticas no clube atrapalham o futebol. “Se a colônia portuguesa se unisse e deixasse o orgulho de lado, a Portuguesa seria o melhor time para se trabalhar. Mas, hoje, ela depende dois ou três abnegados e, depois, eles saem e passa a depender de outros dois e depois de outros dois...”, apontou Geninho.

Mesmo com a permanência na Série A, o treinador, contratado em abril, pode não permanecer na Portuguesa para a próxima temporada. A disputa da Série A2 do Paulistão tem pesado contra a equipe, que deve ver, além de Geninho, jogadores saírem em debandada.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade