Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Inter apresenta Dunga, que promete time aplicado em 2013

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Depois de 13 anos longe do Internacional, Dunga está de volta. Agora técnico do clube que o projetou como jogador, o tetracampeão declarou em sua primeira coletiva como novo treinador colorado que nunca perdeu contato com o Inter. A apresentação oficial ocorreu no final da tarde desta quarta, em um hotel de Porto Alegre, e contou também com a presença do presidente rubro, Giovanni Luigi.

“Eu nunca saí do Internacional. Como torcedor, eu sempre estive aqui. O Inter é maior que tudo, maior que as pessoas que tomam decisões certas ou erradas. O Inter me abriu as portas aos 14 anos, agora é hora de retribuir”, afirmou Dunga, lembrando o fato de ter começado – e encerrado – sua carreira de jogador no Beira-Rio.

Como foi sua marca na seleção brasileira, Dunga promete um time aguerrido e vibrante para a próxima temporada. “O Inter e o futebol gaúcho têm uma tradição muito forte, um estilo muito forte. O torcedor aceita tudo, menos que os jogadores não se entreguem e saiam exaustos após os 90 minutos. O objetivo é fazer uma equipe altamente competitiva, como foi o Inter nos últimos anos. Temos que retomar isso, com comprometimento”, apontou o novo técnico colorado.

Dunga não vê grandes diferenças entre treinar um clube e uma seleção. Esta será sua primeira experiência como técnico de um time. Além disso, o tetracampeão desdenha do fato de que Falcão e Fernandão, dois ídolos da história colorada, tenham sido demitidos recentemente do comando da equipe: “isso de ídolo não dar certo é pra conversar, ter notícia. Cada um tem sua característica. Com resultados satisfatórios ou não, Falcão, Figueroa, Fernandão, depende do momento, de colocar em prática o que sabe para depois ter uma ideia e uma percepção do trabalho”, disse.

Além de Dunga, foram apresentados os dois diretores de futebol do Internacional para a próxima temporada: Luís César Souto de Moura e Marcelo Medeiros. Além deles, Newton Drummond, o novo diretor executivo, e Andrey Lopes, que será auxiliar de Dunga em 2013. O preparador físico Paulo Paixão não foi oficializado por ter contrato com o Grêmio até janeiro. O atual vice de futebol, Luciano Davi, deixa o cargo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade