Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Jogadores do Corinthians elogiam torcida, mas deixam euforia de lado

Nagoya (Japão)

Cerca de 700 torcedores foram até o Wave Stadium, em Nagoya (Japão), para assistir ao primeiro treino aberto do time do Corinthians, que se prepara para o Mundial de Clubes da Fifa. Alguns jogadores do Timão, como o goleiro Cássio e o atacante Paolo Guerrero, comemoraram a presença da torcida e afirmaram que isto pode ser um diferencial durante a competição.

“Nós ficamos felizes com este apoio. Eu nunca imaginava isto. Levamos para o lado positivo”, celebrou o arqueiro alvinegro, que, no entanto, preferiu deixar a euforia para os próprios torcedores. “A euforia é do lado de fora. Estamos centrados, pois este é um desafio difícil. Mas não é impossível; O time está pronto”, analisou.

Já para Guerrero, a surpresa maior ficou por conta do embarque da delegação de Parque São Jorge para o país asiático. “Foi muito legal. Eu nunca tive uma despedida como esta. Para mim, isto significa muito”, afirmou o camisa 9, que revelou ter recebido informações sobre a torcida corintiana antes mesmo de vir ao Brasil. “Já havia escutado que é a maior do Brasil”, finalizou.

AFP
Paolo Guerrero distribuiu autógrafos a torcedores que compareceram ao treino do Corinthians deste sábado
A expectativa da Fifa, que organiza o Mundial, é a de que, aproximadamente, 30 mil torcedores estejam em Nagoya para o torneio. Após ser barrada na primeira atividade do Timão, a torcida pôde acompanhar a movimentação dos atletas na manhã deste sábado, quando o gerente de futebol Edu Gaspar conseguiu fazer com que a Fifa liberasse a presença dos torcedores.

A equipe paulista estreia no Mundial, já na fase semifinal, nesta próxima quarta-feira, contra o vencedor do jogo entre Sanfrecce Hiroshima, do Japão, e Al-Ahly, do Egito, que se enfrentam neste domingo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade