Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Lippi projeta sucesso de jovens na Azzurra e de Drogba no Milan

Viareggio (Itália)

Tetracampeão do mundo com a seleção italiana, Marcello Lippi se mostra atualizado com o momento do futebol. Especulado como substituto de José Mourinho no Real Madrid, o italiano aposta nos jovens talentos para reconduzir à Azzurra às conquistas e vê com bons olhos a possível chegada de Didier Drogba ao Milan.

Atualmente treinador do Guangzhou Evergrande, time chinês que conta com Darío Conca, Muriqui e Elkesson, Lippi tem acompanhado o marfinense de perto. Para ele, o time rossonero acertaria em cheio ao contratar o ex-atacante do Chelsea para formar dupla com o garoto Stephan El Shaarawy.

“Drogba é uma fera, um cara que faz a diferença. Na China já marcou oito gols em 11 jogos. Do ponto de vista técnico é, sem dúvida, um grande negócio. Claramente ele foi para lá por questões financeiras e, apesar disso, esperava algo mais. Mesmo assim tenho dúvidas se ele aceitaria reduzir o salário, mas cairia muito bem no Milan. Seria ótimo para o calcio e para a Liga dos Campeões, principalmente ao lado de El Shaarawy”, opinou.

Assim que citou a revelação milanista à reportagem da Gazzeta dello Sport, o técnico logo comparou Il Faraone a um velho ídolo dos italianos. “Vocês sabem quem ele me lembra? Alessandro Del Piero. Claro que ainda não tem a qualidade dele, mas com a bola nos pés já é mais rápido e mais explosivo do que o grande campeão da Juventus”, analisou Lippi, em comparação ao atacante veterano que está no futebol australiano.

AFP
Marcello Lippi vê seleção comandada por Cesare Prandelli no caminho certo ao apostar em revelaçoes do país
Além de El Shaarawy, o ex-treinador da seleção italiana elencou as principais apostas do país para ajudar Cesare Prandelli a recolocar a equipe no caminho dos títulos, a começar pela Copa das Confederações de 2013, no Brasil: “Lorenzo Insigne (atacante do Napoli), Mattia Destro (centroavante da Roma), Marco Verratti (volante do Paris Saint-Germain), Manolo Gabbiadini (atacante emprestado pela Juve ao Bologna) e Alessandro Florenzi (meia da Roma) são um espetáculo. São todos jovens e mesmo assim titulares.”

Um dos técnicos mais vitoriosos da Juventus, Lippi também aproveitou para analisar os principais rivais na briga pelo segundo scudetto consecutivo da Velha Senhora. “O Milan começou tudo do zero, é normal que demore a encontrar o equilíbrio. A Inter ganhou da Juve, mas depois se perdeu. A Roma uma vez encante, e depois decepciona, mas tem o argentino Eric Lamela que me deixa louco”, destacou o treinador, que ainda comentou sobre mais adversários.

“Vicenzo Montella, na Fiorentina, tem derrubado vários clichês do futebol. Mostrou que não precisa de tanto tempo para mudar estilo de jogo, mesmo trocando diretoria, comissão técnica e 18 jogadores. Merece estar brigando na ponta. O Napoli parecia que ia lutar, mas não teve continuidade. Já a Lazio tem o Klose, que é um vencedor, e o Hernanes, um ótimo jogador. Além de um bom técnico (Vladimir Petkovic)”, finalizou Marcello Lippi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade