Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Novo presidente do Flamengo não descarta volta de Zico

Rio de Janeiro (RJ)

Se Zico virou um desafeto nos últimos anos em que Patrícia Amorim comandou o Flamengo, o ídolo rubro-negro deve ter maior influência no mandato do novo presidente, Eduardo Bandeira de Mello, eleito na noite dessa segunda-feira. Foi o que o próprio mandatário afirmou após a apuração dos votos.

“O Zico foi o grande apoiador da nossa campanha, a pessoa mais ilustre da história do Flamengo. Está acima do bem e do mal”, disse o dirigente em sua primeira entrevista coletiva no cargo.

Diretor técnico no início da gestão de Patrícia Amorim, Zico deixou em 2010 o cargo após desentendimentos com o restante da cúpula rubro-negra. Ao longo do processo eleitoral, o ex-meia declarou seu apoio à Chapa Azul, do novo presidente.

Bandeira de Mello, no entanto, evitou a confirmação de qualquer nome para cargos gerenciais ou técnicos, apesar de ter elogiado o atual treinador Dorival Júnior.

“A gente não pode adiantar nada. Mas considero o Dorival um grande treinador. Nenhuma permanência está descartada, isso só vai ser resolvido quando o diretor executivo e o vice-presidente de futebol estiverem nomeados. Aí, poderemos conversar”, explicou, sem também confirmar a permanência do atual diretor de futebol Zinho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade