Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sheik empurra repórter na saída de campo; Guerrero descarta lesão

São Paulo (SP)

O clima entre os jogadores do Corinthians após a derrota de virada por 3 a 1 para os reservas do São Paulo não era dos melhores nos vestiários do Pacaembu. Além da apreensão pela possível lesão sofrida por Paolo Guerrero, os ânimos ficaram exaltados quando Emerson Sheik se envolveu em uma pequena confusão com jornalistas.

Logo que o jogo terminou, repórteres de rádio se posicionavam para tentar entrevistar o camisa 11 do Timão, mas foram surpreendidos com empurrões do jogador. Depois de esfriar a cabeça nos vestiários, o atacante procurou os jornalistas pediu desculpas. Além disso, membros da diretoria e comissão técnica alvinegra também se desculparam em nome de Sheik.

Já o caso Guerrero deixou os torcedores preocupados no final da primeira etapa. Após dividida com a defesa são-paulina, o centroavante ficou caído no gramado reclamando de muitas dores no joelho. Substituído, o camisa 9 iniciou tratamento intensivo ainda nos vestiários e aliviou a torcia em declarações na saída do estádio.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Paolo Guerrero abriu o placar para o Timão e, machucado, viu o Tricolor reserva virar o Majestoso no Pacaembu
“Foi em uma jogada com a defesa deles, mas acho que não é grave. Tenho dias para poder tratar e chegar ao Mundial. Achei que tivesse sido pior, a dor já passou. Uns dois ou três dias serão suficiente para tratar bem e chegar ao Japão. Aproveitei e já fiz tratamento depois que sai”, revelou Guerrero.

Além dos fiéis torcedores, o meia Danilo também se mostrou apreensivo com o possível desfalque do centroavante. Para ele, o jogador peruano tem papel fundamental no esquema tático da equipe comandada por Tite. “É um jogador muito importante, de área. Ele ajuda muito dentro campo”, ressaltou.

Já o zagueiro Chicão rechaçou qualquer 'culpa' da comissão técnica por ter escalado o time titular e ter corrido o risco de perder algum jogador lesionado. "A lesão poderia acontecer caminhando. Agora vamos descansar e pensar no Mundial", finalizou o defensor.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade