Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Tigre ganha apoio da AFA e divulga imagens da “barbárie” no Morumbi

Buenos Aires (Argentina)

A delegação do Tigre desembarcou no início da tarde desta quinta-feira, no Aeroparque, em Buenos Aires, onde deu sequência às reclamações sobre as agressões sofridas por seus jogadores no estádio do Morumbi, em São Paulo. Se dentro de campo, jogando apenas o primeiro tempo, o time argentino foi derrotado por 2 a 0, fora dele a equipe desistiu de voltar do intervalo e viu a festa tricolor ficar completa na despedida de Lucas.

Logo após o retorno a Buenos Aires, a assessoria de imprensa do clube publicou na internet algumas fotografias do que considera uma “barbárie” cometida por “animais” no Brasil. A montagem que estampa a capa do site oficial do clube traz o capitão Galmarino arranhado no braço, além do goleiro Albil, com um ferimento no peito, entre outros registros. Um deles é do ônibus do clube.

Na chegada ao estádio do Morumbi, torcedores do São Paulo atiraram pedras e latas de cerveja em direção ao veículo dos jogadores do Tigre, que deixaram o ônibus com expressões tensas e com o veículo com quatro janelas danificadas. No vestiário, a versão dos jogadores é de que foram agredidos por seguranças armados do São Paulo que teriam feito uma emboscada durante o intervalo da partida.

O clube também garantiu apoio da Federação Argentina (AFA) em suas reclamações para a Conmebol. Apesar de garantir que não pretende interferir na decisão de Nicolas Leoz, a entidade manifesta solidariedade ao Tigre. “A AFA apoiará o Tigre, mas não vai mandar em nada, porque não temos nada a ver com a decisão”, diz Miguel Silva, secretário geral da federação, ao TyC Sports, respondendo ás reclamações de Sérgio Mazza, homem forte do futebol do Tigre.

Reprodução
O site oficial do Tigre publicou uma montagem de fotos de seus atletas machucados após confusão em SP

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade