Futebol/Campeonato Carioca - ( - Atualizado )

Oswaldo de Oliveira reafirma desejo de ficar no Botafogo

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Na tarde de segunda-feira, o Botafogo anunciou mudanças em seu departamento médico. O diretor do setor, Luiz Fernando Medeiros, assim como Victor Baitelli e Pablo Dias, os demais médicos do clube, foram desligados e novos profissionais serão contratados para a função. As modificações respingaram ainda em Maíra Ruas, psicóloga do clube.

Diante disso, começaram a surgir informações de que o técnico Oswaldo de Oliveira estaria ficando insatisfeito, pois confiava demais em todos esses profissionais e, por isso, já estaria pensando em sair do Alvinegro. Na manhã desta terça-feira, o treinador, em entrevista ao SporTV, avisou que seu desejo é ter o contrato renovado.

“O clube realmente está fazendo mudanças, mas o meu desejo é permanecer para a próxima temporada. Estou muito confortável no Botafogo, pois encontrei um ambiente equilibrado e saudável. O grupo de jogadores e de trabalho é fantástico, e todos se esforçam mesmo. Isso motiva e te faz querer ficar e ajudar neste processo para que tudo dê certo”, disse Oswaldo.

O Botafogo está passando por mudanças não apenas no departamento médico. Com a saída do gerente de futebol, Anderson Barros, uma nova estrutura do setor foi montada pelo presidente Maurício Assumpção. Para 2013, o departamento de futebol terá Chico Fonseca como vice-presidente. Ele contará com dois importantes assessores: Sidnei Loureiro, supervisor do futebol profissional, vai lidar diretamente com os atletas, enquanto o advogado Aníbal Rouxinol cuidará de contratos. O treinador minimizou as mudanças na estrutura.

“Com a saída do Anderson, os poderes serão divididos. Não é nada que não tenha sido feito em outros clubes. É uma mudança que visa tentar melhorar ainda mais o Botafogo”, afirmou Oswaldo.

LOCO ABREU

Oswaldo foi questionado ainda sobre o retorno do atacante uruguaio Loco Abreu, que volta de empréstimo do Figueirense e ainda não sabe se vai permanecer. O artilheiro deixou o clube porque não teve de Oswaldo a certeza de que seria titular, uma vez que o treinador montou um esquema que exigia muita movimentação dos homens de frente. Na ocasião, a torcida responsabilizou o comandante pela saída do ídolo. Agora, mais uma vez Oswaldo avisa que, para permanecer, o uruguaio terá de aceitar que não vai jogar sempre.

“O Loco Abreu não vinha jogando bem em 2012 e, por isso, tinha que se adaptar a não ser aproveitado sempre. Porém, ele preferiu sair neste cenário. Agora, caso eu permaneça, ele mais uma vez vai ter que se adaptar ao nosso estilo de jogo para ser usado”, disse Oswaldo.

O treinador, porém, afirmou que não vai começar os jogos com Loco Abreu e com o meia Clarence Seedorf juntos. “Não dá para afastar a realidade de que Loco Abreu e Seedorf começando um jogo juntos é complicado, pois os dois têm uma idade muito avançada e aqui faz muito calor. Isso geraria uma queda natural de rendimento da equipe. Não estou dizendo que eles não podem atuar juntos, mas não podem começar uma partida juntos no time”, afirmou Oswaldo.

SEEDORF

“Ele me surpreendeu, pois não vinha bem no Milan. Coloquei-o jogando mais na frente e muitos gols aconteceram. Trata-se de um jogador muito importante, não apenas pelo que faz em campo, mas também pela sua liderança junto aos jovens e pela sua conduta fora de campo”, elogiou Oswaldo.

RENOVAÇÃO

Oswaldo de Oliveira deverá ser procurado nos próximos dias para enfim formalizar a assinatura de seu novo contrato com o Botafogo por um ano. O treinador, que teve seu nome cotado no Internacional nos últimos dias, já confidenciou a amigos que sua permanência depende de detalhes. Após isso o clube deverá anunciar os primeiros reforços para 2013.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade