Futebol/Liga dos Campeões - ( - Atualizado )

Benfica só empata com reservas do Barça e perde vaga para o Celtic

Barcelona (Espanha)

Após perder um caminhão de gols no primeiro tempo, o Benfica sofreu para segurar o Barcelona no final da partida e, graças à vitória do Celtic por 2 a 1 sobre o Spartak Moscou, o time português perdeu a chance de avançar para as oitavas de final da Liga dos Campeões com o 0 a 0 frustrante no Camp Nou. Com chances de se tornar o maior artilheiro da história em uma única temporada, Lionel Messi entrou na partida apenas no segundo tempo, mudou o jogo, mas acabou passando em branco e saiu de campo às lágrimas após choque com o goleiro Arthur, deixando o Barça com dez.

Precisando apenas de uma vitória para se classificar, o Benfica apostou na marcação adiantada e não deixou o Barcelona impor seu tradicional toque de bola nos primeiros 20 minutos. E foi em uma roubada de bola que o hispano-brasileiro Rodrigo apareceu sozinho na área, tinha a opção de passe para Nolito, mas acabou batendo direto para fora, perdendo a melhor chance da partida.

Após cobrança de escanteio, o brasileiro Luisão ficou com a sobra e mandou na área. Nolito dominou e cruzou na medida para Lima chegar cabeceando com muito perigo. No lance seguinte, o capitão encarnado vacilou na defesa, a bola ficou com Crisitian Tello, que limpou o goleiro Arthur e saiu com bola e tudo. Na sequência, Rafinha bateu de primeira,, encobriu Arthur e o argentino Ezequiel Garay se atirou em cima da linha para salvar.

AFP
Naturalizado espanhol e cria do Real Madrid, brasileiro Rodrigo jogou fora as chances do Benfica
O Benfica recuperou o controle do jogo e passou a pressionar os catalães no campo de defesa. O centroavante Lima construiu linda jogada individua e tocou por cobertura. José Pinto desviou de leve e viu a bola bater na trave antes de sair. Lima voltou a incomodar ao fazer ótima inversão de jogo e deixar ola John sozinho para soltar a bomba e parar novamente em Pinto.

Na primeira jogada do segundo tempo, Lima voltou a ser o graçom e, por pouco, Nolito não abriu o placar em chute colocado. O Barça respondeu com Tello, que deixou o uruguaio Maxi Pereira no chão, viu o chute desviar em Luisão e quase matou o goleiro Arthur. O brasileiro voltou a aparecer no minuto seguinte ao impedir chance clara de David Villa.

AFP
Messi entrou na vaga de Rafinha, fez o Barça crescer, mas deixou campo chorando com lesão no joelho

Aos 14 minutos da etapa complementar, Lionel Messi deixou o banco de reservas e, em sua primeira participação, levou falta dura de Luisão. O argentino incendiou a partida e encurralou os portugueses na defesa. Arthur voltou a ser o destaque da partida ao fazer milagre em chute de Messi, mas fez com que o argentino deixasse o gramado chorando com a dividida e o Barcelona ficar com dez jogadores em campo.

No desespero, o técnico Jorge Jesus mandou Luisão se aventurar como centroavante na partida e os Encarnados quase chegaram ao gol em tentativa arriscada de Pinto em sair jogando com os pés. Com cinco minutos de acréscimos, os portugueses se atiraram ao ataque, viram Maxi Pereira isolar ao receber sozinho na área e se despediram da Liga dos Campeões com oito pontos. Os catalães avançam em primeiro com 13 pontos na tabela.

Na Escócia, o Celtic recebeu o já eliminado Spartak Moscou e saiu na frente em gol do centroavante inglês Gay Hooper. O gol garantia os escoceses nas oitavas de final, até que o brasileiro Ari, ex-Fortaleza, recebeu passe na frente e, com muita categoria, encobriu o goleiro Fraser Forster. Restando menos de dez minutos par ao final da partida, o meia Kris Commons converteu pênalti polêmico e carimbou a passagem do Celtic com dez pontos para as oitavas de final da Champions.

AFP
Centroavante inglês Gary Hooper abriu o caminho da classificação sofrida do Celtic sobre o Spartal Moscou

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade