Futebol/Liga dos Campeões da Europa - ( )

"Motivado" na Champions, Barça desafia Benfica pelo recorde de Messi

Barcelona (Espanha)

Já classificado à próxima fase da Liga dos Campeões da Europa, o time do Barcelona quer mais uma vitória nesta quarta-feira, às 17h45 (de Brasília), contra o Benfica, no Camp Nou, pela sexta e última rodada do Grupo G. Com um triunfo, os espanhóis poderão, caso Manchester United e Porto tropecem, terminar a fase de grupos com a primeira colocação geral.

Preocupado com a forma física dos seus jogadores, o técnico Tito Vilanova optou por dar um descanso a alguns nomes: o lateral esquerdo Jordi Alba, os volantes Mascherano e Xavi, os meias Iniesta e Fàbregas e o atacante Pedro não foram relacionados pelo treinador e não enfrentam os portugueses. No entanto, a motivação de quem estiver em campo será grande, segundo Tito.

“O time que vai a campo nesta quarta-feira vai para ganhar o jogo. É um jogo importante. Nós representamos o Barcelona e temos que jogar em alto nível. E o Benfica joga pela classificação. Eles são muito perigosos quando vão para o ataque. Eles têm jogadores importantes que podem marcar a qualquer momento”, analisou o comandante, em coletiva de imprensa.

Mesmo assim, Messi é presença confirmada. O meia quer bater o recorde de gols em uma mesma temporada do alemão Gerd Müller. Com 65 tentos, o argentino está a dois de ultrapassar a marca do ex-jogador. “Quando ele está em campo, ficamos mais fortes. Ele está empolgado para jogar. Ele está acostumado com a pressão por recordes”, finalizou Vilanova.

AFP
Caso marque dois gols contra o Benfica, nesta quarta-feira, Messi baterá o recorde do alemão Gerd Müller
Do outro lado, o Benfica sabe que a sua missão é difícil, uma vez que o Celtic, seu concorrente pela classificação à etapa seguinte, recebe o já eliminado Spartak Moscou. Os dois times estão empatados em número de pontos, mas os encarnados levam a vantagem nos critérios de desempate, que são o confronto direto e o saldo de gols, nesta ordem.

Segundo o técnico Jorge Jesus, a palavra de ordem do Benfica é “surpresa”. “Vamos jogar com uma das duas melhores equipes do mundo. A outra é o Real Madrid. Acreditamos que, com uma pontinha de sorte, que também é necessária às vezes, poderemos surpreender o Barcelona em alguns momentos do jogo”, declarou o comandante português.

AFP
O técnico do Benfica, Jorge Jesus, afirmou que o seu time pode surpreender o Barça em pleno Camp Nou

E o histórico de confrontos entre Barcelona e Benfica não é muito animador para os lisboetas: em seis encontros, todos pela Champions League, foram três vitórias blaugranas, dois empates e um triunfo encarnado. A única vitória benfiquista foi em 1961, em um 3 a 2, no Estádio da Luz.   

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade