Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Corinthians chega a Nagoya e é recebido com mais festa da torcida

Nagoya (Japão)

A torcida realmente não abandona o Corinthians. Durante todo o trajeto de São Paulo a Nagoya, com direito a parada de um dia em Dubai, o público esteve ao lado do representante sul-americano no Mundial de Clubes do Japão. Não foi diferente na chegada à cidade onde os comandados de Tite ficarão hospedados durante a maior parte do torneio.

Quando o ônibus que trazia a delegação corintiana estacionou diante do Hotel Hilton Nagoya, uma multidão já aguardava os atletas. A recepção ocorreu com muita cantoria e fotografias. Com as feições cansadas, consequência da longa viagem, os jogadores apenas acenaram timidamente para o público.

Na viagem de Dubai ao Japão, o elenco passou por um grande susto, pois o problema em uma das portas do avião teve como consequência a despressurização da aeronave. Lençóis foram usados na tentativa de fechar a fresta aberta, mas o defeito foi resolvido. O incidente aconteceu justamente na área em que estavam os atletas alvinegros.

Depois do susto e já recebendo o calor da Fiel, o meia Danilo ainda teve disposição para conceder entrevistas antes de recolher no seu quarto. “Já estamos acostumados com o carinho da nossa torcida. É assim em todos os lugares onde a gente joga. Não seria diferente no Japão”, sorriu o veterano, que atuou de 2007 a 2009 no japonês Kashima Antlers.

AFP
Cássio foi um dos jogadores assediados pela torcida quando o Corinthians ainda estava no Aeroporto de Narita
Alguns japoneses, inclusive, reforçaram a torcida do Corinthians no Mundial. O time foi adotado por parte da população local no torneio. “Quanto mais energia positiva, melhor para a gente. Isso ajuda bastante. É importantíssimo para o time se entregar ainda mais na tentativa de buscar as vitórias”, comentou Danilo.

Para evitar tumultos, como o que ocorreu no embarque do Corinthians no Aeroporto de Cumbica, os torcedores entrarem em acordo com a segurança japonesa para vibrar com mais intensidade apenas na chegada da equipe ao hotel. A empolgação com a presença do time no Japão irá se estender durante todo o Mundial de Clubes.

Na sexta-feira, o técnico Tite comandará o primeiro treinamento corintiano em solo japonês. A estreia no Mundial será em 12 de dezembro, em Toyota, contra o vencedor do confronto entre Al-Ahly, do Egito, e o japonês Sanfrecce Hiroshima, que fez 1 a 0 sobre o neozelandês Auckland City nesta quinta-feira.

“O torneio é muito difícil, mas a nossa equipe está preparada e tem o apoio da torcida”, confiou Danilo, antes de se dirigir para o seu quarto para descansar.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade