• EQUIPES
  • SEDES
  • CAMPEÕES
  • JOGOS
  • ELIMINATÓRIAS
  • FOTOS
  • BLOG

Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Muricy acha normal que o Corinthians não seja espetacular no Japão

São Paulo (SP)

Vice-campeão do Mundial de Clubes com o Santos no ano passado, o técnico Muricy Ramalho já previa que o Corinthians não apresentaria um futebol encantador em sua estreia no torneio. O comandante santista não ficou nem um pouco surpreso com a suada vitória por 1 a 0 do rival sobre o egípcio Al Ahly, nesta quarta-feira.

“Foi uma estreia normal. A gente não pode esperar um Corinthians espetacular. O Corinthians não é assim. O time jogou como hoje durante toda a Libertadores. Não seria diferente no Mundial”, disse Muricy, em entrevista à Rádio Jovem Pan. Ele teve o seu Santos eliminado pela equipe de Tite nas semifinais da última Copa Libertadores da América.

O treinador santista, no entanto, fez questão de frisar que a sua análise não se tratava de uma crítica ao Corinthians. “Ganhar é o que interessa no futebol de hoje”, disse. “Para o Corinthians, 1 a 0 é normal. O Corinthians é mais ou menos por aí mesmo. As pessoas não podem estranhar. O ponto forte deles é jogar mais sem a bola do que com a bola, marcando bem. É difícil entrar na zaga deles”, avaliou.

Divulgação/Santos FC
Eliminado pelo Corinthians na Libertadores, Muricy Ramalho já imaginava como seria atuação do rival no Japão
No ano passado, o Santos de Muricy Ramalho também teve dificuldades para se classificar à final do Mundial, apesar de ter alcançado um placar mais elástico sobre o japonês Kashiwa Reysol: 3 a 1. Na decisão, contudo, o Barcelona goleou por 4 a 0 e ficou com o título.

“Estreia sempre é difícil, pois existe o fator ansiedade. O Brasil leva o torneio muito mais a sério do que os outros países, então os nossos jogadores atuam pressionados. Contra o Corinthians, o time do Egito se portou bem por não enfrentar a mesma cobrança, por não ser favorito”, concluiu Muricy Ramalho.

Tite rebate
Ao saber dos comentários de Muricy Ramalho sobre o Corinthians, Tite reprovou a atitude do seu colega. “Já falei sobre ele uma vez. Não vou ficar batendo boca, comentando sobre a equipe dos outros. Se eu não falo do time, ele não tem que ficar falando do Corinthians”, reclamou o gaúcho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade