Vôlei/Superliga Feminina - ( )

Em jogo estrelado, Rio de Janeiro derrota o Sesi e fica na liderança

Rio de Janeiro (RJ)

Precisando de uma vitória para se manter entre os líderes da Superliga Feminina, o Rio de Janeiro não decepcionou. Em partida marcada por nove campeãs olímpicas e a presença do técnico Bernardinho nesta sexta-feira, a equipe derrotou o Sesi por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/17 e 25/19 atuando em casa.

Os dois principais destaques do jogo foram do Rio de Janeiro. Enquanto a oposto Sarah Pavan foi a maior pontuadora ao marcar 19 vezes, a central Juciley foi eleita a melhor jogadora da partida.

“Nós trabalhamos bastante para essa partida, sabíamos que ia ser muito complicada. Foi uma vitória importante, contra um candidato ao título. As 2000 pessoas no ginásio nos ajudaram bastante”, declarou a central.

Pelo Sesi, a central Fabiana fez duras críticas ao time. “Não jogamos absolutamente nada. Nosso passe não funcionou, foi horrível. Esse turno está muito embolado. No ano que vem temos que começar com o pé direito para embalar na competição”, analisou.

Assim, o Rio de Janeiro chega aos 20 pontos na liderança e supera o Praia Clube, que derrotou o Vôlei Amil para ficar com 19 pontos na tabela. O time treinado por Bernardinho, porém, ainda pode ser alcançado pelo Sollys/Nestlé, que joga no sábado. Enquanto isso, o Sesi segue com 13 pontos no meio da classificação.

Também nesta sexta-feira, o Pinheiros bateu o Rio do Sul por 3 sets a 2, parciais de 23/25, 25/18, 25/19, 20/25 e 15/12, alcançando os oito pontos e deixando o adversário com seis.

Alexandre Arruda/CBV
Treinado por Bernardinho, o Rio de Janeiro bateu o Sesi em sets diretos para se manter na liderança

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade