Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Guerrero se identifica com Fiel e afirma: “Temos que jogar pra c...”

Yokohama (Japão)

Paolo Guerrero foi um dos que se impressionaram com a presença de corintianos no Japão. Com um passado que inclui uma garrafa atirada em um torcedor, o centroavante peruano disse ter aprovado sem ressalvas o jeito insano da Fiel.

“Os jogadores gostam que eles sejam loucos. Eu me identifico com essa loucura. Vou fazer de tudo para ser campeão mundial, fazer o máximo. A torcida do Corinthians é muito fanática”, comentou o camisa 9.

Para recompensar a Fiel no Japão, Guerrero não faz questão de botar a bola na rede de Petr Cech na decisão do Mundial. Ele brincou que até o goleiro Cássio pode ser o autor do gol decisivo, desde que o Timão não seja vira-lata.

“Temos que jogar de igual para igual. Nosso time tem muita qualidade, como o deles também. Temos de jogar de igual para igual, temos de jogar pra c...”, sorriu o atacante, que só agradaria mais ao torcedor se gritasse: “Vai, Corinthians”.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Paolo Guerrero diz estar recuperado da lesão no joelho que chegou a ameaçar sua participação no Mundial
Guerrero foi o melhor jogador alvinegro no triunfo por 1 a 0 sobre o Al Ahly. Ele havia embarcado para o Mundial com uma lesão no joelho direito, mas passou por infiltração, atuou sem limitações e se disse pronto para fazer a sua parte contra o Chelsea: “Estou 100%”.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade