Futebol - ( - Atualizado )

"Administração atual não pecou como nós", afirma Dualib

São Paulo (SP)

Envolvido em escândalos, Alberto Dualib renunciou em 2007 à presidência do Corinthians, cargo que tinha assumido 14 anos antes. Viu o time ser rebaixado logo na sequência e, de lá para cá, acompanhou um crescimento histórico que começou com Andrés Sanchez, seu antigo aliado.

A dias de completar 93 anos, o ex-presidente elogiou bastante o trabalho feito pela diretoria atual, comandada por Mário Gobbi. Segundo ele, um dos grandes méritos foi aprender com os problemas da gestão anterior.

“Realmente, a administração atual não pecou como nós. Eles tiveram uma organização perfeita dentro e fora de campo. Principalmente, eles mantiveram o técnico, que manteve o padrão e trabalhou muito bem”, disse Dualib à Rádio Bradesco Esportes.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O ex-presidente Alberto Dualib diz que está orgulhoso pelo atual momento do Corinthians

Manter Tite foi justamente algo que ele não fez. Em 2005, ainda no início da conturbada parceria com a MSI, o treinador gaúcho foi demitido pelo presidente da empresa, Kia Joorabchian, que entrou no vestiário chutando a porta após uma derrota para o São Paulo.

“Tínhamos a parceria com a MSI, e o Kia não o quis mais porque não achava que ele era o técnico ideal. O Tite foi melhorando, melhorando e chegou ao nível de hoje. Ele pode ser considerado um dos melhores técnicos do Brasil e do mundo”, comentou o ex-dirigente.

Dualib elogiou também a maneira com a qual Andrés e Gobbi conduziram a melhoria da estrutura física do clube. Na gestão Dualib, apesar de muitas promessas, só que recebeu uma reforma digna foi o prédio ocupado pela própria presidência, que passou a ser chamado de “palácio de mármore”.

“Eu preciso reconhecer que, desde o tempo do Andrés, foi perfeito. Desde que caiu para a segunda divisão, eles só ganharam títulos, construíram estádios, um centro de treinamento. Para nós, corintianos, é um grande orgulho”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade